Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

First Black

Sem comentários

publicado por Jorge A. às 17:42
link do post | comentar | ver comentários (2)
Sábado, 9 de Agosto de 2008

All I Wanna Do Is... And a... Take Your Money

 

A propósito da recente intervenção do GOE no assalto a uma independência do BES, embora perceba as dúvidas do João Miranda face à intervenção, estou muito mais inclinado para concordar com o André Azevedo Alves ou, numa perspectiva mais directa, com o Rui Albuquerque. Mas foi curioso verificar como, para a comunicação social, onde noutros casos o quem era quase mistério, neste caso foram imediatamente designados os bandidos como "brasileiros", "imigrantes", "pessoal das obras". Claro que a abordagem que dou preferência é esta última, a de chamar as coisas pelo nome, mas o politicamente correcto ainda não permite o mesmo tratamento para os "ciganos" ou os "negros" - importa perguntar aos senhores jornalistas se a nacionalidade dos bandidos terá maior relevância informativa que a cor de pele dos mesmos.

publicado por Jorge A. às 09:36
link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

Sex/Rac(ismo)

Há quem ache mais "revolucionário" ter uma mulher na casa branca do que um preto. Acho curioso, especialmente se tomarmos em consideração que mulheres em cargos executivos por esse mundo fora não é novidade para ninguém (Indira Ghandi; Benazir Butho; Margaret Tatcher; Angela Merkel; Golda Meir; etc...), mas nunca, em tempo algum (façam o favor de me corrigir se estiver errado), se viu um preto a liderar uma nação maioritariamente branca. E isto não tomando em consideração que a nação em causa passou por um periodo de guerra civil entre 1861-1865 para acabar com a escravatura; que na década 20 do século passado o Ku Klux Klan era algo de bem real no sul norte-americano; e que em plenas década de 50/60 durante o movimentos dos direitos civis, o que não faltavam eram confrontações entre negros e brancos. Passar disso tudo para a eleição de um negro em 2008, não é nada que se compare à eleição de uma mulher, especialmente na simbologia que tal acto representa. Também acho que sim...

PS: não quero dizer que é por isto que Obama é melhor que Hillary. Obama é melhor que Hillary porque é, independentemente da cor da pele ou do sexo.
publicado por Jorge A. às 19:41
link do post | comentar
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO