Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Despertar da Mente

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

Despertar da Mente

06
Out09

Notas positivas da Presidência da República

Jorge Assunção

O Presidente da República pode estar fragilizado, mas há uma coisa que definitivamente terá aprendido: não se pode contar com este PS. Pena é que Cavaco Silva tivesse andado a preparar, com medo da subida do BE ao poder, o bloco central (como as declarações na Áustria assim revelaram). A vantagem do resultado das legislativas e da deterioração das relações entre São Bento e Belém, é que, neste momento, dificilmente o Presidente estará disposto a patrocinar um governo PS+PSD. A actual direcção do PSD tem assim maior margem de manobra. Ainda bem.

30
Set09

Como se não bastasse...

Jorge Assunção

... a situação económica dificil que o país enfrenta e a aparente incapacidade dos sucessivos governos para resolver a situação, surge agora esta guerra entre São Bento e Belém. O caso está envolto numa cortina de fumo, mas com o que se sabe é impossível não considerar que o Presidente da República é o que sai pior na fotografia. Claro que no campo das teorias conspirativas podemos sempre considerar que tudo não foi mais do que uma cabala bem montada pelo PS para atar as mãos a Cavaco, mas o recurso à retórica da cabala é arma socialista. Com os dados que tenho, limito-me a constatar o óbvio: Cavaco e Fernando Lima quiseram fazer intriga política para beneficiar Ferreira Leite e prejudicar Sócrates. Correu-lhes mal. E por muito que Cavaco tenha razão em algumas coisas que disse, não soube lidar com a situação e muito do que de verdade disse nao era o mais relevante para o caso em questão. Mais: se Cavaco aceitou, ontem, declarar guerra aberta a elementos do partido do governo, devia-o ter feito antes, a bem da transparência e não com intriga nos jornais. De resto, para o cidadão comum tudo é sombrio e nada se percebe. Um país assim não pode ir longe.

05
Set09

Em maior?

Jorge Assunção

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Outras Casas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Em Inglês

  •  
  • Think Tank

  •  
  • Informação

  •  
  • Magazines

  •  
  • Desporto

  •  
  • Audiovisual

  •  
  • Ferramentas

    Arquivo

    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2009
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2008
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2007
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2006
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D