Segunda-feira, 26 de Março de 2007

Diz que é uma espécie de grande português

Salazar eleito "o maior português de sempre" em programa da RTP
41% dos votos a seu favor em mais de 200 mil chamadas, validadas pela Price Water Cooper House, com direito a um voto por telefone. Os tipos do pior português de sempre bem avisaram que na sua votação tinha existido tentativa de aldrabice... só nunca nos explicaram muito bem foi para que lado.
Tristeza à parte, deu para divertir com as reacções de Odete Santos...
publicado por Jorge A. às 13:16
link do post | comentar
Quarta-feira, 21 de Março de 2007

25 de Março

Afinal pelo que se pode ler no regulamento do concurso Grandes Portugueses, a grande gala que revelará o nome do maior português de todos os tempos decorrerá dia 25 de Março.
Bem sei que tenho visto pouca televisão ultimamente, e quando dou um olhinho pela mesma, à excepção de um ou outro jogo de futebol e os telejornais da noite, é sempre do canal cinco para cima. Mas não me parece que a RTP ande a promover muito o seu programa.
A avaliar pela promoção, ou pela falta dela, que tem sido feita na televisão a propósito da grande final, cheira-me que há muita azia com o vencedor final.
publicado por Jorge A. às 00:13
link do post | comentar
Segunda-feira, 19 de Março de 2007

Toca a telefonar, camarada!!!

Camarada, se tem telefone fixo e ainda não votou no concurso Grandes Portugueses da RTP, do quê que está à espera? Não sabe que pode votar desde a 00:00 de 15 de Janeiro até ao dia da grande final, prevista para os primeiros dias de Març... hum... desculpe, camarada... prevista para quando o Salazar não liderar o top dos mais votados. Despache-se camarada, vote Cunhal, e ajude a RTP a descalçar esta bota.

Não, o anúncio não é real, mas bem que o poderia ser. A RTP criou um concurso com regras especificas e agora não sabe o que fazer do mesmo. Deve andar tudo atarantado lá pelos estúdios da televisão pública. Maria Elisa ainda está a pensar naquilo em que se meteu quando convenceu a estação pública a adoptar este projecto original da BBC.

Repare-se como no inicio houve grande publicidade em torno do programa, agora é quase como se o mesmo tivesse desaparecido da grelha de programação da RTP. No inicio a RTP domingo sim, domingo sim, fazia um debate qualquer a falar sobre o programa. Cedo se percebeu o mote que cada programa levava: Salazar, Salazar, Salazar. Os debates sobre o programa foram imediatamente abandonados.

Para espanto de muitos educadores que por aí andam, parece que o povo português teima em manter-se afastado dos ensinamentos que os grandes educadores apregoam.

Na medida em que não conseguem educar o povo, começam por negar a realidade. Afinal de contas, quem vota em Salazar são meia dúzia de tipos bem organizados e de militância fascista ferrenha.

Mas a negação da realidade não lhes serve de nada, afinal de contas tem se prestar contas da votação do concurso. Não basta fingir que não se percebe a realidade, é preciso mentir sobre a mesma.

Assim foi no concurso o Pior Português de Sempre, veremos como será no concurso Grandes Portugueses. Mas pelo rumo que isto leva, parece-me que vai resultar no mesmo. A diferença ainda estará que no primeiro foi para evitar que Mário Soares perdesse, neste último será para entregar o prémio a Cunhal... afinal de contas, qualquer outro vencedor que não Cunhal ou Salazar, soará a MENTIRA com letras grandes.

Leitura aconselhada: Mau perder dos "anti-fascistas" oficiais do regime?, Há gala ou não há gala?

PS: convém referir que este adiamento do concurso pode ter outra explicação que não o viciamento do mesmo. A RTP confrontada com a dura realidade da vitória inevitável de Salazar, pode ter optado por fazer a grande final mais tarde, não colando a imagem da vitória de Salazar aos seus 50 anos. Afinal de contas, só nos serviria para recordar como, dos 50 anos tão festejados agora, parte deles foram usados para servir de propaganda ao governo do tipo que tem direito a museu em Santa Comba Dão.

publicado por Jorge A. às 02:15
link do post | comentar
Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007

Grandes Portugueses

Vejo o debate da RTP.

Percebe-se melhor porquê que o PCP condena «reescrita da História». Afinal de contas, podem ser eles quem mais saiem a perder com o concurso Grandes Portugueses. Não é só Salazar que será revisitado com o concurso, também Cunhal estará na linha de fogo. E mais do que destacarem o percurso de Cunhal como opositor do regime fascista - a parte da história que mais agrada ao PCP - vai-se revisitar a parte da história que em nada separa Cunhal de Salazar. Ao contrário do que diz Jerónimo de Sousa, a história não vai ser reescrita, não se pode é querer fazer censura sobre a parte da história que não nos agrada.

Nuno Artur Silva (e vejam o número de vezes que já referiu o nome de Mário Soares - está com problemas relativamente a outra votação) diz que está farto de ouvir falar de Salazar, que se siga em frente, que se fale dos outros. Eu também preferiria ouvir falar dos outros, tenho até muita pena, porque já percebi que ou irá ganhar Cunhal ou Salazar, pelo menos, para isso parece caminhar o concurso. Mas o que o Nuno Artur Silva não percebe é que é exactamente por ele e por tantos não quererem falar de Salazar, que o mito de Salazar cresce, e que tão dificil torna-se explicar ao povo o mal que Salazar fez ao pais.
O problema é sempre o mesmo:
  • O fascismo é mau. Salazar é mau. Tudo o que se passou no periodo do Estado Novo é mau. Discussão sobre o tema? Népias. Tudo mau.
  • O aquecimento global existe. O homem é que provoca o aquecimento global. Contrariar isto? Népias. Temos é de tomar já medidas ou caminhamos para a extinção.
  • O homem evoluiu a partir de primatas. A teoria de Darwin é a correcta. Criacionismo? Népias. Nem vale a pena discutir isso.

Partimos daquilo em que acreditamos, e não aceitamos que nos sejam apresentadas divergências. Todos tem de seguir o nosso ponto de vista. Não se debate o estado novo, é mau, está tudo dito. Não se discute o evolucionismo, está certo, está tudo dito. Não se debate o aquecimento global, já se sabe tudo, está tudo dito. O problema é que as pessoas não aceitam o é assim porque é, querem mais, muito mais. Não será nunca por não falar nos temas que vão contra aquilo que defendemos que iremos evitar que estes se propaguem. O debate de ideias, mesmo que por vezes os argumentos do outro lado pareçam absurdos, é a única forma de evitar que o absurdo se propague.

PS: Até a organização do programa da RTP tem problemas com o seu programa.

publicado por Jorge A. às 00:30
link do post | comentar
Quarta-feira, 31 de Janeiro de 2007

Escolhas

If we lose freedom here, there is no place to escape to. This is the last stand on Earth. And this idea that government is beholden to the people, that it has no other source of power except to sovereign people, is still the newest and most unique idea in all the long history of man's relation to man. This is the issue of this election. Whether we believe in our capacity for self-government or whether we abandon the American revolution and confess that a little intellectual elite in a far-distant capital can plan our lives for us better than we can plan them ourselves.

Ronald Reagan, considerado o maior americano de todos os tempos. Já por Portugal, as coisas estão assim.

publicado por Jorge A. às 02:32
link do post | comentar
Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007

Duas faces da mesma moeda

"A moeda má tende a expulsar do mercado a boa moeda"

Através d'O Insurgente chego a este post do Nuno Ramos de Almeia. Descubro, então, que Nuno Ramos de Almeida irá votar em Álvaro Cunhal no concurso Grandes Portugueses da RTP como o maior português de sempre. Este, diz a certo ponto:

Não é voto útil contra Salazar, é convicção. Estou farto de meias tintas, de gente sem coragem, nem inteligência. [...] Foi prisioneiro de muitos dos sonhos do Século XX, mas nunca deixou de acreditar que era possível vivermos num mundo melhor.

Fico a pensar. Afinal de contas, o que separa Salazar e Cunhal? O Nuno não esclarece certamente. Não era Salazar um homem inteligente e corajoso? Eu não diria que não. Não foi Salazar, também ele, prisioneiro de muitos dos sonhos do Século XX, e não pensaria Salazar que a sua forma de governo levaria Portugal para um caminho melhor? Eu não diria que não.

Então, o que distingue Salazar de Cunhal? Ambas são má moeda, a diferença foi que uma esteve em circulação... desvalorizou... mostrou que era má. A outra, nunca chegou a entrar em circulação... ficou a teoria... permanece o mito.

Curioso será notar, a convicção, com que Nuno Ramos de Almeia parece acreditar que a vitória ou irá para Salazar, ou irá para Cunhal, tal é a forma como coloca a hipótese de uma votação em Cunhal poder vir a ser por simples necessidade, a necessidade do voto útil. Que país o nosso, hein!

publicado por Jorge A. às 01:06
link do post | comentar
Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2007

Grandes Portugueses

D.Afonso Henriques
Álvaro Cunhal
António de Oliveira Salazar
Aristides de Sousa Mendes
Fernando Pessoa
Infante D.Henrique
D.João II
Luis Vaz de Camões
Marquês de Pombal
Vasco da Gama
Esta é a lista dos 10 mais votados do programa grandes portugueses da RTP. Já não sei o que seria mais engraçado, se a vitória de Salazar, se a vitória de Álvaro Cunhal. Também acho que haveria muito a dizer de um país que prefere Cunhal e Salazar a Sá Carneiro e Mário Soares. Talvez se possa relativizar tudo isto, afinal de contas, é normal que o voto em Cunhal e Salazar seja mais militante. Apesar de tudo, é mais fácil perceber a nomeação de Cunhal, os comunistas sempre são cerca de 8% da sociedade portuguesa, do que perceber a nomeação de Salazar.
Vem aí um dos momentos que marcará a televisão portuguesa, porque 32 anos e picos após o 25 de Abril de 1974, voltará a passar um programa na televisão portuguesa onde António de Oliveira Salazar será defendido e apontado como um grande português. Certamente, um momento a não perder.
Também estou ansioso por saber quem irá fazer a sua defesa. Já estou a ver o Professor José Hermaino Saraiva. A ver vamos...
PS: E já agora, só para que conste, dos 10 nomeados, o meu preferido é o Fernando Pessoa.
publicado por Jorge A. às 01:35
link do post | comentar
Domingo, 14 de Janeiro de 2007

Grandes Portugueses

Neste post já havia referido que Manuel Pais Clemente não teve ainda direito a uma entrada n'a enciclopédia livre. Mas, valha-nos isso, Hélio Pestana, que é, a avaliar pelo programa da RTP Grandes Portugueses, um dos 100 maiores vultos da história portuguesa, tem.
E vejam bem a minha sorte, que tive a honra de ter como professora Maria do Carmo Seabra, também ela, um dos 100 maiores vultos da história portuguesa. Se bem que, das aulas teóricas de Microeconomia, poucas recordações boas tenham restado.
Vistas bem as coisas, eu teria mudado o nome do programa que deu este sábado. De Grandes Portugueses, passaria para: Pequenos Portugueses, Que à Falta de Melhor, Subiram Momentaneamente à Categoria de Grandes, Para Preencher a Quota dos 100 Lugares.
publicado por Jorge A. às 03:37
link do post | comentar
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO