Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

Leitura recomendada

Assobiem-na, que é ela que vos deixa

Parece que a Estátua da Liberdade (na verdade, La liberté éclairant le monde) foi ontem vaiada e assobiada pelos Portugueses no Estádio da Luz.

Esse gesto teria deixado perplexos os avós daqueles mesmos Portugueses. Esses e muitos, muitos outros avós. Durante décadas, a primeira coisa que milhões de imigrantes viam ao chegar à foz do Hudson era aquela mesma figura ontem assobiada pelos alegres Portugueses. Era ela que os recebia e era ela que toda essa gente esperava e desesperava por ver depois duma longa travessia.
Sobre os fundamentos da inveja

A vaia à Estátua da Liberdade foi inesperada mas não incompreensível. Desde logo percebe-se o ressentimento dos portugueses perante um símbolo de ‘generosidade e esperança’, coisas que lhes faltam abundantemente.
publicado por Jorge A. às 00:49
link do post | comentar
Domingo, 8 de Julho de 2007

La liberté éclairant le monde

A Liberdade Iluminando o Mundo, é esse o seu nome original, embora seja frequentemente referida simplesmente por estátua da Liberdade. Uma oferta dos franceses aos americanos para celebrar os 100 anos da independência norte-americana. Foi Emma Lazarus quem deu um propósito à estátua, com o seu poema The New Colossus, que contém os versos: Dêem-me os cansados, os pobres, suas massas apinhadas, que anseiam por respirar em liberdade. A recusa desventurada de seu porto abundante envia a mim esses desabrigados assolados pela tempestade. Ergo meu tocheiro ao lado do Portão Dourado.

A estátua ganhou assim um outro propósito. Passou a ser a figura de boas vindas a todos os imigrantes que ano após ano chegavam aos Estados Unidos à procura do sonho americano. Emma Lazarus, a autora do poema, era ela própria filha de judeus sefarditas portugueses.

Hoje, dos 300 milhões de norte-americanos, cerca de um terço encontra as suas origens entre os imigrantes que passaram pela Ellis Island. Ainda hoje, da população residente em Nova Iorque, 36% nasceu noutro país que não os Estados Unidos.

Quanto mais não seja do que por isso, a estátua da Liberdade não é património norte-americano, é património mundial. Confundir a estátua da Liberdade com um qualquer presidente americano num dado período do tempo e assobiá-la, é pura ignorância.
publicado por Jorge A. às 23:45
link do post | comentar
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO