Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Despertar da Mente

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

Despertar da Mente

13
Set09

O(s) debate(s)

Jorge Assunção

Confesso que, ao contrário do que oiço em alguns dos que fazem os debates pós-debates, achei os confrontos entre os líderes partidários verdadeiramente fracos no que toca ao conteúdo. O que é pena, porque o país nesta situação difícil exigia mais. Contudo, e apesar de Ferreira Leite parecer-me muitas vezes farinha do mesmo saco que José Sócrates (o debate de hoje acentuou essa ideia), sei que existe uma diferença entre ambos: de Sócrates, já sei que só posso esperar uma péssima governação, de Ferreira Leite, antevejo que a governação não será melhor, mas há uma diferença entre a certeza e a adivinhação (ainda que sustentada em fortes indícios), pelo que não me é indiferente quem ganha as eleições. E sei também o quanto me irritam os anti-corpos preconceituosos, ou de vingançazinha pessoal (afectados pelo vírus do passoscoelhismo), que encontro num ou noutro comentário contra Ferreira Leite. A avaliação aos debates pelos comentadores também deixa-me deprimido, às tantas parece-me que a vitória ou a derrota no debate é averiguada não pelo que efectivamente foi dito e a validade das afirmações feitas, mas pela imagem que passou. Ou seja, quando um político mente, mas mente bem e faz passar uma ideia errada que lhe dá votos, o analista, mesmo quando admite que tal político mentiu, acha que ganhou o debate porque fez passar a sua imagem deturpada da realidade. Aqui é o virus socrático no seu esplendor. É avaliar o debate pelas regras dos demagogos, pelas regras dos Sócrates e Louçãs deste mundo. Talvez por isso o país tenha os políticos que merece, embora eu prefira pensar, e pensarei certamente até dia 27 de Setembro, que a maioria dos habitantes deste país não se revê nos analistas medíocres que poluem as nossas televisões.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Outras Casas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Em Inglês

  •  
  • Think Tank

  •  
  • Informação

  •  
  • Magazines

  •  
  • Desporto

  •  
  • Audiovisual

  •  
  • Ferramentas

    Arquivo

    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2009
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2008
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2007
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2006
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D