Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Despertar da Mente

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

Despertar da Mente

26
Set09

Choramingas

Jorge Assunção

O Futebol Clube do Porto ganhou ao Sporting. A história do jogo: o treinador do Sporting continuou a apostar em Polga para o eixo central da defesa. Polga, como é perceptível para quem vê os jogos do Sporting, está a jogar a um nível medíocre. Polga foi o pior elemento em campo: deixou-se antecipar no primeiro golo e cometeu um pénalti que originou a sua expulsão prejudicando objectivamente a sua equipa. Paulo Bento foi quem escolheu Polga. Paulo Bento, no estilo choramingas que já o caracteriza, queixa-se do árbitro e de Vitor Pereira, que foi o responsável pela nomeação do árbitro. Assim vai o futebol português. Como benfiquista tenho todo o interesse que o Sporting mantenha o seu treinador medíocre, mas como adepto de futebol estou farto deste estilo choramingas que tenta jogar o futebol fora das quatro linhas (o ano passado a choramingueira da taça da Liga mais do que compensou). Fora com o Paulo Bento, já!

 

Entretanto, o Benfica ganhou folgadamente e sem dificuldades. Houve um pénalti a favor dos encarnados e duas expulsões de jogadores do Leixões. Tendo em conta o jogo, mais pénaltis deviam ter sido assinalados a favor do Benfica e mais jogadores do Leixões deviam ser expulsos. Não ficarei espantado contudo com a choramingueira que já ai vem sobre o Benfica levado ao colo. Se as equipas que jogam contra o Benfica não querem sofrer pénaltis e não querem ter jogadores expulsos, é fácil: deixem de fazer faltas sucessivas e dar cacetada a torto e a direito. Não custa nada.

26
Set09

Aimar Aimar, há ir e voltar...

Jorge Assunção

Pablo Aimar e Di María integram a lista de convocados de Diego Armando Maradona para os dois últimos jogos da Argentina

 

Anda o Benfica a poupar o Aimar a toda e qualquer viagem desgastante, porque o homem não está nas melhores condições físicas, e agora isto. É que para jogador sul americano, fisicamente frágil, que sempre que volta da selecção baixa 25% na sua produção em campo já nos bastava o Cardozo.

22
Set09

Pénalti em Leiria

Jorge Assunção

"Playing in a dangerous manner involves no physical contact between the players. If there is physical contact, the action becomes an offence punishable with a direct free kick or penalty kick. In the case of physical contact, the referee should carefully consider the high probability that misconduct has also been committed."

 

No site da Fifa (página 115). Mas claro que já fazia falta a conversa habitual do favorecimento do Benfica pelas arbitragens. Contudo, casos claros, só esta jornada recordo-me de um pénalti não assinalado contra o FCP e de outro pénalti mal assinalado a favor do SCP.

18
Set09

Vale a pena ver ciclismo

Jorge Assunção

Controlo anti-doping apanha Nuno Ribeiro. A continuar assim, talvez não. É que como se já não baste que o camisola amarela de uma volta a Portugal seja apanhado com doping, a suspeição fica sobre todos, pois nada me garante que os testes anti-doping consigam identificar todos aqueles que recorrem a processos ilegais para aumentar a performance individual. Não sendo politicamente correcto, confesso que preferia que deixassem-se de controlos anti-dopings. Se os ciclistas preferem pedalar dopados, enfim, é a vida.

14
Set09

Na Terra do Tio Sam VI

Jorge Assunção

 

Uma cena triste foi aquela que eliminou Serena Williams nas meias-finais contra Kim Clijsters. Contudo, é certo que Kim Clijsters estava já perto de vencer o encontro e Serena perdeu aquele ponto por discutir com a árbitra assistente pelo mesmo motivo que estava a perder o encontro: não conseguiu controlar a ansiedade e os nervos. Por isso, foi justa a vitória da mamã Clijsters no encontro e mais justa foi a vitória de Kim Clijters na final de ontem, ganhando o segundo grand slam da carreira, sendo que o facto deste ter sido ganho após dois anos de ausência do circuito só aumenta o seu valor.

 

Por outro lado, no sector masculino, um Nadal lesionado perdeu na meia-final para Del Potro, e um Federer inspirado eliminou Djokovic com um jogo brilhante onde esteve incluido este ponto:

 

13
Set09

Na Terra do Tio Sam V

Jorge Assunção

 

Os últimos dois dias tiveram uma única estrela: a chuva. Apareceu, nunca mais foi embora, e já forçou os organizadores a adiar a final do torneio masculino para segunda-feira. É pena, porque o torneio estava a ser muito interessante, mas o permanente adiar de encontros resfria quer o ânimo dos espectadores, quer o ritmo dos jogadores. A organização é pressionada para iniciar planos para a construção de um tecto amovível no court central, contudo, esse é assunto incómodo. Isto porque o recinto principal, o Arthur Ashe Stadium, tem a seu favor o facto de ser o maior do mundo, mas a sua dimensão aumenta e muito os custos de uma futura cobertura. Não se pode ter tudo.

08
Set09

Na Terra do Tio Sam IV

Jorge Assunção

 

A mamã Kim Clijters já está nas meias finais e Andy Murray, o actual número dois do ranking mundial, disse adeus frente ao croata Marin Cilic. É nestas alturas que gosto de ler o BBC Sport: Murray outclassed by superb Cilic. O tenista britânico é cilindrado e logo o seu adversário é soberbo. É verdade que Cilic esteve bem, mas não esteve soberbo. Murray é que não jogou nada, mas isso não dava um título apropriado para a BBC Sport, sobretudo depois de tudo o que vão noticiando sobre o brilhantismo de Andy Murray. As notícias da BBC Sport sobre Andy Murray estão ao nível das notícias de Nuno Luz sobre o Cristiano Ronaldo, ou do Rui Santos sobre o Carlos Queiróz, à escolha do leitor.

07
Set09

Na Terra do Tio Sam III

Jorge Assunção

 

Decorem este nome: Melanie Oudin. Entretanto, as jogadoras russas já decoraram certamente. Na primeira ronda mandou para casa a nova esperança russa, Anastasia Pavlyuchenkov, de seguida foi Dementieva, Sharapova e agora Petrova. Gosto de ver uma jogadora tão nova a destruir, com inteligência, o jogo chato e aborrecido de fundo de court típico das russas. Serena, Melanie e Kim, a grande favorita, a underdog, e o comeback. Como é normal no sector feminino, não consigo ficar pelo apoio a uma só tenista.

Fica também uma palavrinha para o público americano, não por acaso o suiço Federer a cada entrevista que dá onde o assunto é abordado, nunca esquece de elogiar o apoio que lhe é dado em Flushing Meadows. Ontem, no encontro entre Kim Clijsters e Venus Williams, a belga parecia que estava a jogar em casa.

06
Set09

Na Terra do Tio Sam II

Jorge Assunção

 

Venceu o US Open em 2005. Depois disso, até Maio de 2007, foi a todas as meias-finais dos torneios de grand slam onde participou (Australian Open em 2006 e 2007; Roland Garros 2006; e Wimbledon 2006). Antes do Roland Garros de 2007 afastou-se do ténis para ter mais tempo para a vida pessoal. Compreende-se. Em Fevereiro de 2008 foi mãe. Regressa agora a um torneio de grand slam. Acaba de afastar Venus Williams e apurar-se para os quartos-de-final. Nunca fui um fã, mas é impossível não torcer pela mamã Kim Clijters.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Outras Casas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Em Inglês

  •  
  • Think Tank

  •  
  • Informação

  •  
  • Magazines

  •  
  • Desporto

  •  
  • Audiovisual

  •  
  • Ferramentas

    Arquivo

    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2009
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2008
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2007
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2006
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D