De António de Almeida a 27 de Setembro de 2009 às 10:02
Mas existiu dualidade de critérios, Raúl Meireles deveria ter sido o primeiro a saír, perdoando o segundo cartão ao médio azul e branco, Miguel Veloso deveria ter ficado em campo.
De Jorge Assunção a 27 de Setembro de 2009 às 10:22
António, não vi nenhuma dualidade de critérios. Meireles na primeira falta que fez viu um amarelo. Houve várias faltas semelhantes no início do jogo, feitas por jogadores do Sporting, o árbitro não deu nenhum cartão (aliás, o público no Dragão manifestou-se e bem sobre isso com assobiadelas). Afirmar que Meireles devia ser expulso ou que houve dualidade de critérios é uma não questão. E longe de mim lembrar-me de defender o FCP. Mas já só falta que um jogo como aquele que houve ontem, tão banal do ponto de vista da arbitragem, resultasse neste chinfrim todo. Mas eu percebo Paulo Bento: o caso do jogo foi a utilização de Polga, escolha do belo técnico sportinguista.

Quanto a Veloso, quando foi expulso estávamos bem dentro do tempo de desconto. Não influenciou em nada o resultado. Nada. E se Veloso queria ficar em campo, dado que tinha um cartão amarelo, não fizesse aquela entrada no tempo de desconto.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres