8 comentários:
De manuel gouveia a 31 de Agosto de 2009 às 15:59
Substituam-se os gestores que obviamente não sabem o que estão lá a fazer!
De Jorge Assunção a 31 de Agosto de 2009 às 16:21
Eles sabem. O governo é que não os deixa fazer. É tão simples que só o Manuel é que finge que não percebe o que quero dizer.
De manuel gouveia a 31 de Agosto de 2009 às 17:32
Não me aprece que a resposta seja assim tão simples. Se o é, qualquer um podia ser gestor daquelas empresas o que sginfica que não devemos pagar os salários que são praticados. Não se justifica e é imoral pedir esse dinheiro aos contribuintes!
De Jorge Assunção a 31 de Agosto de 2009 às 17:42
"Se o é, qualquer um podia ser gestor daquelas empresas o que sginfica que não devemos pagar os salários que são praticados."

Não. Porque se o governo intervém directamente e de forma tão frontal no trabalho do gestor, ainda é mais difícil ser gestor daquelas empresa - ou seja, o gestor, só por si, não só tem de ter preocupações económicas, como é obrigado a ter preocupações políticas. Contudo, isto também tem o seu efeito perverso, as preocupações políticas e o controlo dos políticos sobre a empresa é tal, que muitas vezes, nem sequer são gestores os que fazem o trabalho, mas antes pseudo-gestores, que não são mais do que os típicos boys for the jobs (e isso sim, é mais uma extracção de rendas ao contribuinte, não discordo). A forma de acabar com isso é o governo deixar de interferir politicamente na empresa e dar livre iniciativa aos gestores que contrata. Porque, enquanto as coisas se mantiverem tal como estão, o gestor pode sempre alegar, e com razão, que não é responsabilidade sua os maus resultados das empresas. E os sindicatos também continuarão a usar a interferência política do governo para extrair rendas ao contribuinte, porque os governos cedem.
De manuel gouveia a 31 de Agosto de 2009 às 17:54
O Almerindo Marques nunca se queixou e tem cumprido os seus objectivos pelas empresas por onde tem passado, públicas ou privadas.
Essa da interferência do governo é uma fraca desculpa.
De Jorge Assunção a 31 de Agosto de 2009 às 18:07
Tem cumprido? Porquê, as empresas por onde o Almerindo Marques passou passaram a ter lucro? Não me parece. E o Fernando Pinto também tem feito um bom trabalho, só não faz mais porque o governo, com as interferências políticas, não lhe deixa. Quem se queixa não são os gestores, eu é que me queixo, dos contribuintes continuarem a pagar os prejuízos destas empresas.
De Jorge Assunção a 31 de Agosto de 2009 às 18:08
Ah, e já agora, tendo em conta o que ganha o Almerindo Marques e o Fernando Pinto, mal seria se tivessem a lata de queixar-se do que quer que seja. Repito, eu, como contribuinte, é que tenho muito para me queixar.
De Daniel João Santos a 31 de Agosto de 2009 às 23:13
Era o que eu dizia. Coitados dos senhores, ninguém os deixa trabalhar e fazer um bom trabalho.

Comentar post