Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

Europeu, português e algarvio

Cinco milhões de jovens sem emprego na União Europeia; Número de desempregados cresceu 28 por cento em Junho; Algarve tem em Junho o dobro de desempregados que tinha há um ano

 

E o que é que os políticos portugueses tem para apresentar de novo ao povo neste momento conturbado da história? Muito pouco ou nada. Repetem-se os cromos e as políticas. E as nossas auto-denominadas elites andam preocupadas em aparecer em claques de apoio a um ou outro candidato, denotando uma postura muito pouco critica sobre o estado do país e o desgoverno que tem sido a nossa sina nos tempos mais recentes (não me refiro só ao actual governo). Abel Mateus, no Jornal de Negócios, refere a "situação bastante séria, sem paralelo na economia portuguesa" que o próximo governo terá de enfrentar. A situação é séria, falta é aos políticos a seriedade para falar da situação como era sua obrigação. Aos políticos e às claques que por ai andam.

publicado por Jorge A. às 17:17
link do post | comentar
3 comentários:
De manuel gouveia a 23 de Julho de 2009 às 18:01
Basta que os milhões ganhos nos negócios feitos à custa do estado, tipo extinção do IPE, sejam canalizados para criar emprego.

É uma sugestão a brincar...
De Daniel João Santos a 23 de Julho de 2009 às 18:26
Basta que se olhe para outras alternativas, conforme te disse em baixo, diferentes destas. gente com ideias e valor, tapadas pelo bloco central e pelo sistema.
De Francisco Leitão a 23 de Julho de 2009 às 20:52
Desculpem só fazer um apontamento em relação à notícia, e a minha opinião depois de constatar factos.
Muitos dos jovens Algarvios não estão interessados em trabalhar a maior parte do ano. Sei que vão-me chamar de tudo e mais alguma coisa, agora posso-vos dizer isto: Fiz parte de uma equipa que estava a fazer recrutamento para a abertura de uma grande superfície no Algarve, e os jovens iam à entrevista porque a isso estavam obrigados pelo IEFP, mas diziam sempre que estavam à espera do Verão para ganhar dinheiro nas esplanadas e depois o resto do ano então viravam-se para os subsídios do Governo.

Acreditem que foi dos processos de recrutamento mais difíceis que tivemos, e abrimos a loja com metade dos quadros necessários, passado uns tempos a situação melhorou e estamos agora com cerca de 70%.

Isto foi só um apontamento, e todos sabemos, incluindo eu, que não se ganha nada de especial nas grandes superfícies, mas sempre se ganha alguma coisa...

Comentar post

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO