De commonsense a 30 de Maio de 2009 às 12:37
Pois. É mesmo assim.
Antigamente havia censura oficial, agora há censura essencial.
São os próprios jornalistas que se auto-censuram.
Só não sei ainda se por influência das empresas de imagem (LPM, Cunha Vaz, etc.), se do Gabinte de Sua Excelência o Senhor Primeiro Ministro, Senhor Engenheiro.
Isto é uma vergonha.
O DN não se consegue ler; o Público é melhorzinho. A RTP não se pode ver... etc.
Mas, Meu Caro, não é só política: já viu alguma notícia sobre os processos pendentes contra os gestores do BCP no Banco de Portugal e na CMVM? e os níveis de solvência do BCP e do BES?
Será que ninguém sabe, ou que ninguém deu por isso? ou porque é «segredo de Estado»?
De Jorge Assunção a 31 de Maio de 2009 às 13:31
"São os próprios jornalistas que se auto-censuram."

O mercado de trabalho para os jornalistas está mau, o risco do despedimento explica muita coisa (a notícia sobre a música dos Xutos e Pontapés no Expresso também nos diz muito sobre isso).

"Será que ninguém sabe, ou que ninguém deu por isso? ou porque é «segredo de Estado»?"

Em parte é também porque os jornalistas, a maioria, só vai atrás da agenda política. Os políticos tentam abafar o caso e os jornalistas ajudam. Em vez dos jornalistas escrutinarem o poder político e económico, hoje funcionam quase em bloco. E agora vão atrás de Cavaco porque o PS deu-lhes autorização para tal, foi para isso que serviu aquele espectáculo vergonhoso do Vital Moreira.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres