6 comentários:
De António de Almeida a 29 de Maio de 2009 às 16:13
Um palpite para memória futura, 21 deputados devem estar eleitos, 8-PS, 8-PSD, 2-CDU, 2-BE, 1-CDS/PP. O último poderá cair para o PS (passaria a 9), CDS/PP (2) ou MEP (1). Vale o que vale!
De Jorge Assunção a 29 de Maio de 2009 às 18:24
Pois eu elimino o MEP e acrescento o BE (3). Para memória futura. :)
De Daniel João Santos a 29 de Maio de 2009 às 22:03
Os números são lidos conforme o gosto de cada um.
De Jorge Assunção a 30 de Maio de 2009 às 10:59
Neste caso nem isso, Daniel. Os números, pura e simplesmente são escondidos. E outros nem correctamente são apresentados. Enfim, coisas de jornalistas...
De Beijokense a 30 de Maio de 2009 às 21:30
A incompetência dos jornalistas para analisar sondagens é mais do que conhecida e falo dela num post, a propósito desta mesma sondagem:
http://bit.ly/YmQGD

No entanto, o título desta notícia e a aparente escolha das referências às supostas "subidas" já é outro assunto. Não pode ser explicado apenas com incompetência estatística.
De Jorge Assunção a 31 de Maio de 2009 às 13:33
"Não pode ser explicado apenas com incompetência estatística."

Também acho que não. Hoje, quer CDS, quer PSD, têm má imprensa. E o BE é o partido mais defendido pela imprensa nacional. A notícia do Público é uma das muitas que demonstra isso.

Comentar post