De André Miguel a 21 de Maio de 2009 às 07:59
Temo que o homem chegue ao segundo mandato com Guantánamo operacional e com as guerras no Iraque e Afeganistão por resolver.
A primeira questão não é mesmo nada fácil, pois se os reclusos não são terroristas, não quer dizer que não o venham a ser, pois motivação para isso, a alguns, não faltará. Já o Iraque e Afeganistão são dois autênticos ninhos de vespas, que apesar de tudo podem ficar muito pior caso as tropas saiam. A única solução que eu vejo são os capacetes azuis da ONU, (sem soldados norte-americanos que são ódio de estimação dos árabes), mas coloca-se o problema de haver países dispostos a colaborar.
Qualquer dos dois países pode muito bem vir a tornar-se uma nova Somália.
De Jorge Assunção a 21 de Maio de 2009 às 20:26
"Temo que o homem chegue ao segundo mandato com Guantánamo operacional e com as guerras no Iraque e Afeganistão por resolver."

Muito provável, André. Mas a seu favor tem o facto de não ter sido ele a criar qualquer um dos três problemas.

"A única solução que eu vejo são os capacetes azuis da ONU"

Eu acho que no Iraque têm tido bons resultados recentemente, o problema é que os bons resultados foram obtidos à custa de gastos monetários astronómicos. A questão é se o contribuinte americano continuará disposto a suportar tais guerras. Mas ou são os americanos a resolver o problema que criaram, ou não me parece que mais ninguém o consiga resolver.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres