De Miguel Lourenço Pereira a 27 de Abril de 2009 às 10:07
O futebol portugues continua a não ser um exemplo para ninguém, isso está claro. E caminhos para uma perniciosa relação de forte dependencia dos pequenos para os grandes, com os multiplos empréstimos de jogadores...mas isto é algo que vem detrás...como o da proibição de um jogador emprestado jogar contra a sua equipa...

Ressalva para a vitória do Giggs como melhor jogador do ano da liga inglesa à frente do CR7. Um prémio de carreira, está claro, mas a verdade é que o Cristiano este ano vive uns furos muito abaixo das duas ultimas epocas.

Deixo desde já também o convite para participar no meu novo espaço blogueiro deste mundo da bola. Uma tertulia futebolistica e nao uma tertulia clubistica, que é também um pouco o problema do nosso futebol. Por aqui gosta-se de clubes e nao de futebol.

Um abraço
De Jorge A. a 27 de Abril de 2009 às 19:40
"Ressalva para a vitória do Giggs como melhor jogador do ano da liga inglesa à frente do CR7."

Foi um prémio atribuido pelos colegas de profissão, cheio de mérito, mas claramente a relembrar os óscares honorários... :)

Mais a sério: carreira ou não, não se percebe como um jogador como o Giggs nunca havia recebido nenhum.

Miguel, faltou-te a indicação foi do espaço:
http://emjogo.blogs.sapo.pt/

Irá directamente para a minha barra lateral.

Um abraço.
De Miguel Lourenço Pereira a 27 de Abril de 2009 às 21:21
Obrigado,

Fica o convite obrigatório e a certeza de que algum dia haverá por lá um texto do Jorge.

O Giggs é um desses fenómenos injustiçados do mundo da bola. Muitos falam de Baresi e Maldini, dois campeoes, mas a verdade é que quantos titulos não tem Giggs nas prateleiras...e prémios individuais, até hoje, apenas 2: Melhor Jogador Jovem 92 e 93...dá que pensar...

Um abraço
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres