Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Despertar da Mente

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

Despertar da Mente

02
Mar09

Synecdoche, New York

Jorge A.

 

Tinha ouvido maravilhas deste Synecdoche, New York. O grupo de actores, liderado pelo magnifico Philip Seymour Hoffman, e o argumentista Charlie Kaufman (The Eternal Sunshine of the Spoitless Mind) prometiam. Mas confesso que fiquei desiludido. O filme não segue o encadeamento lógico da maioria dos restantes filmes e permite múltiplas teorias sobre o que cada cena representa. Nesse sentido, para quem gosta de perder-se num filme e procura ambientes enigmáticos, este pode ser um filme a visionar.

 

Os actores, sem excepção, têm uma performance fabulosa, mas foi no argumento de Kaufman que me perdí. É certo que chegando ao fim do filme será possível enquadrar as cenas num todo que até então parecia inexistente. Mas é muito curta a linha que separa uma obra-prima complexa de uma história que no fim não é mais do que um conjunto de cenas sem sentido e uma história sem significado. Fruto da complexidade e densidade psicológica que Kaufman emprega à obra, será possível que muitos a considerem uma obra-prima, por mim não passará de uma obra menor.

 

E é impossível não comparar este filme de Kaufman ao Mulholland Drive de David Lynch. Quer nos temas, quer no mistério, quer no que se pretende com tal cinema. O próprio Kaufman admite que o seu filme é "sobre o que as pessoas quiserem que ele seja", não diferente do que Lynch diz do seu Mulholland Drive. Mas será injusto dizer que Kaufman imita Lynch, este não é a cópia de, mas tão só o Mulholland Drive da carreira de Kaufman. Infelizmente para mim, se Kaufman na capacidade de sonhar não é menor génio, na criação de ambientes está longe do génio de Lynch.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Outras Casas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Em Inglês

  •  
  • Think Tank

  •  
  • Informação

  •  
  • Magazines

  •  
  • Desporto

  •  
  • Audiovisual

  •  
  • Ferramentas

    Arquivo

    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2009
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2008
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2007
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2006
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D