De Jim de la Rocque a 18 de Dezembro de 2008 às 20:02
Em relação aos melhores filmes do ano faltam-te ai uns quantos mas de qq modo espero seriamente que Heath Ledger ganhe o oscar de melhor actor secundário. Imensamente merecido.
Quando aos piores filmes... CLOVERFIELD?! Enfim.. é um filme brilhante que só tem sentido ver numa boa sala de cinema (coisa que não deves ter feito). De resto foram desilusões embora ainda não tenha visto o The Day the Eartch Stood Still.

Força ai e feliz natal
De Jorge A. a 23 de Dezembro de 2008 às 10:35
Caro Jim,

"CLOVERFIELD?! Enfim.. é um filme brilhante que só tem sentido ver numa boa sala de cinema (coisa que não deves ter feito)."

Não existem filmes brilhantes numa sala de cinema e péssimos fora dela.

Feliz Natal.
De Jim de la Rocque a 26 de Dezembro de 2008 às 17:40
'Não existem filmes brilhantes numa sala de cinema e péssimos fora dela.'

Como estás errado. Para não falar do estilo de realização do filme por alguma razão as pessoas ainda vão ao cinema. Quando aprenderes umas coisas sobre cinema depois falamos.

Abraço e bom ano
De Jorge A. a 26 de Dezembro de 2008 às 18:51
Caro Jim,

"Para não falar do estilo de realização do filme por alguma razão as pessoas ainda vão ao cinema."

Estilo de realização? Ora, eu confesso que o cinema 3D da Isla Mágica em Sevilha (montanha russa virtual) é uma experiência interessante e só vale se presenciada naquela sala de exibição, mas não é por aquilo ser rodado em filme que lhe chamaria de bom cinema...

Razão para as pessoas irem ao cinema? Sair com os amigos, conviver. Para além disso os filmes ficam primeiramente disponiveis para visionar no cinema. Variadas razões portanto, de onde a experiência também deve ter a sua quota parte. Aqui não se diz que ver um filme no cinema é igual a ver um filme no ecrã do computador, como não se diz que ver um filme no ecrã do computador é igual a ver um filme no ecrã de uma televisão HD. Coisa diferente é achar que o meio de visionamento muda tão radicalmente a obra que transforma em bom algo que é manifestamente mau.

"Quando aprenderes umas coisas sobre cinema depois falamos."

Jim, dizes no teu blogue que para ti a "argumentação é tudo", podias começar por ir procurar qual a falácia argumentativa contida na frase transcrita acima.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres