De Tiago R Cardoso a 9 de Novembro de 2008 às 18:28
permite-me resumir a minha posição...

Não gosto dos ACTUAIS sindicatos.

De Jorge A. a 9 de Novembro de 2008 às 19:43
Tiago,

não sei é até que ponto o que se passa agora é só por culpa dos sindicatos. Dificilmente os sindicatos só por si conseguiam mover dezenas de milhar de pessoas para a rua. Agora, há um problema que se coloca e que prende-se necessariamente com a negociação sindical em Portugal. Os governos quando tem de negociar aumentos salariais, etc... fazem-no com os sindicatos do sector. Mas na maior parte das vezes os sindicatos não representam muito mais do que posições minoritárias junto dos trabalhadores do sector (qual é a percentagem de professores sindicalizados?). A minha pergunta é: não faria sentido neste caso os professores todos elegerem em votação quem é que queriam a representá-los?

Dado que é uma batalha transversal a praticamente todos os professores faria certamente mais sentido. Os sindicatos e os seus dirigentes submeteriam-se a votação, junto com pessoas independentes. Uma coisa tenho a certeza, seria certamente uma representação muito menos politico-partidária, e por conseguinte melhor representante do que são os efectivos interesses dos professores. Mas, claro, lá está, isto implica uma mudança de mentalidade sobre as negociações laborais em Portugal que foge ao quadro pré-estabelecido.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres