Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Despertar da Mente

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

Despertar da Mente

26
Out08

Hype

Jorge A.

 

The world will look up and shout "Save us!"... And I'll whisper "No."

 

A resposta de Rorschach, personagem de Watchmen, à crise financeira. Agora mais a sério, parece que há quem aposte contra o sucesso de Watchmen na bilheteira. Alguns dos argumentos tem validade, mas não é por acaso que entre os argumentos várias vezes se faz referência ao The Dark Knight de Christopher Nolan ou ao The Lord of the Rings de Peter Jackson. O primeiro provou que era possível pegar em banda desenhada e torná-la num filme sério e de argumento complexo, o segundo provou que era possível pegar numa história ainda mais complexa e, para além disso, desconhecida da maior parte do público, e torná-la num sucesso de bilheteira. Claro que no The Dark Knight, Nolan trabalhava com um personagem - Batman - conhecido da maioria do público e era para todos os efeitos uma sequela ao menos auspicioso Batman Begins. Jackson por seu lado teve a oportunidade de transformar a história de Tolkien numa triologia - o que não forçou a compressão do argumento e permitiu que de filme para filme o grau de conhecimento da história junto do público tivesse aumentado, não por acaso o primeiro filme foi o menos rentável dos três. Zack Snyder tem contra sí o tempo e o conhecimento do grande público sobre o que é o universo Watchmen - corre o risco de fazer um filme em que boa parte do público ao sair da sala de cinema não tenha percebido metade do que acabou de ver, ou então tenta cortar alguns dos sub-plots que constituem a versão de banda desenhada e com isso perde parte do interesse da história. Eu sei que quando li a graphic novel demorei tempo a entrar dentro do universo da mesma e sei que só depois da leitura de alguns capitulos começamos a perceber qual a coerência da coisa. De qualquer forma, eu sou um tipo que não acha o Dune de David Lynch um mau filme, por isso tenho praticamente certeza que faça o que fizer Snyder irá agradar-me, mas o problema deste é que não é só a mim que vai ter que agradar...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Outras Casas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Em Inglês

  •  
  • Think Tank

  •  
  • Informação

  •  
  • Magazines

  •  
  • Desporto

  •  
  • Audiovisual

  •  
  • Ferramentas

    Arquivo

    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2009
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2008
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2007
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2006
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D