4 comentários:
De António de Almeida a 26 de Outubro de 2008 às 21:27
futuro esse que após 4 de Novembro será certamente de oposição a um presidente democrata e a uma maioria democrata no congresso e no senado.

-No Senado é um caso a ver. Mas presidência (governo por lá, para quem não sabe) e congresso são favas contadas para os Dems .
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

futuro esse que após 4 de Novembro será certamente de oposição a um presidente democrata e a uma maioria democrata no congresso e no senado. <BR><BR>-No Senado é um caso a ver. Mas presidência (governo por lá, para quem não sabe) e congresso são favas contadas para os Dems . <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Sarah</A> Palin terá entrado em campanha para as eleições em 2012 <BR><BR>-Seria uma escolha tão credível quanto Bob Dole em 1996, ou pior ainda. <BR><BR>-Concordo com a análise, os evangélicos são neste momento o problema do GOP , mais cedo ou mais tarde o resto do partido irá expulsá-los e diminuir a sua influência, porque se é verdade que Obama pode ganhar agora, e até repetir a vitória em 2012, embora seja muito cedo para tal previsão, a estratégia Republicana passará por reconquistar o Congresso, o Senado é sempre relativo, muitos senadores valem por si próprios, nunca perdem, apenas saem quando se retiram, e ali os números são sempre equilibrados, para além de que os partidos, quer o GOP quer os DEMS mal conseguem disciplinar os seus congressistas, como vimos recentemente no bailout , os Senadores é tarefa impossível , obedecem a agenda própria. É uma das razões porque gosto do sistema americano e sou adepto de regimes presidencialistas.
De Jorge A. a 26 de Outubro de 2008 às 22:04
Caro António,

"No Senado é um caso a ver. Mas presidência (governo por lá, para quem não sabe) e congresso são favas contadas para os Dems."

No Senado é tão certa a maioria democrata quanto no Congresso:
http://www.pollster.com/polls/2008senate/
http://www.pollster.com/polls/2008house/

"Seria uma escolha tão credível quanto Bob Dole em 1996, ou pior ainda."

Mas que é uma escolha já desejada por parte dos republicanos, é.

De resto concordo com o que diz, fazendo apenas uma ressalva para este ponto:
"Concordo com a análise, os evangélicos são neste momento o problema do GOP , mais cedo ou mais tarde o resto do partido irá expulsá-los e diminuir a sua influência"

Os evangélicos são um problema porque a retórica foi inflamada e a guerra cultural propagada. Nesse sentido a sua "expulsão" não é a alternativa por mim defendida, entre os evangélicos também há quem seja moderado (um em cada cinco deverá mesmo votar Obama). A sua influência como você refere, essa sim, terá de ser reduzida - ou seja, os republicanos tem de voltar ao que sempre foi a sua tradição de não fazer politica para minorias.
De Ricardo Bernhard a 27 de Outubro de 2008 às 04:49
Jorge, mais um libertário argumenta que o GOP tem de perder, e perder feio, para expurgar tudo de ruim que os anos Bush provocaram no partido: Radley Balko, na reason. Aqui: http://www.reason.com/news/show/129599.html. Lembro-me que há muito li isso por aqui no Despertar. Certíssimo:

Which brings me back to why the Republicans need to get throttled: A humiliated, decimated GOP that rejuvenates and rebuilds around the principles of limited government, free markets, and rugged individualism is really the only chance for voters to possibly get a real choice in federal elections down the road.
De Jorge A. a 27 de Outubro de 2008 às 21:21
Caro Ricardo,

obrigado pelo link. Desconhecia essa posição de Radley Balko que é basicamente a minha. Já agora, vale a pena também dar uma vista de olhos pelo Lexington, na Economist:
http://www.economist.com/world/international/displaystory.cfm?story_id=12470555

"The biggest brigade in the Obamacon army consists of libertarians, furious with Mr Bush’s big-government conservatism, worried about his commitment to an open-ended “war on terror”, and disgusted by his cavalier way with civil rights. There are two competing “libertarians for Obama” web sites. CaféPress is even offering a “libertarian for Obama” lawn sign for $19.95. Larry Hunter, who helped to devise Newt Gingrich’s Contract with America in 1994, thinks that Mr Obama can free America from the grip of the “zombies” who now run the Republican Party."

Comentar post