6 comentários:
De Zé da Burra o Alentejano a 24 de Outubro de 2008 às 12:13
É mentira! Portugal é dos países da União Europeia em que os trabalhadores têm um maior número de horas de trabalho e em que as reformas vêm mais tarde, trabalham durante mais anos. Você ainda acha pouco?
De Zé da Burra... a 24 de Outubro de 2008 às 12:15
As sete horas de trabalho durante cinco dias da semana deveria ser o padrão em Portugal, tal como na esmagadora maioria dos restantes países da UE.
De Zé da Burra... a 24 de Outubro de 2008 às 12:16
Estes meus comentários servem para "Despertar a mente"
De Jorge A. a 24 de Outubro de 2008 às 20:23
Caro Zé da Burra,

o padrão, se fosse possível fixar administrativamente, deveria ser zero. Isso sim seria uma coisa fantástica. A sua cegueira é não perceber que não temos um país suficientemente rico para se dar a esses luxos, pois não?

É que para suportar as sete horas de trabalho durante cinco dias da semana por parte dos funcionários públicos, andam outros a trabalhar muito mais do que isso.
De Jorge A. a 24 de Outubro de 2008 às 20:20
Caro Zé da Burra,

"Portugal é dos países da União Europeia em que os trabalhadores têm um maior número de horas de trabalho"

Não vou tentar contestar (embora o pudesse), porque não é esse o sentido do post (e porque essas contas são sempre mais complicadas do que aquelas que me parecem ter sido feitas no estudo em questão). Mas quer contestar que em Portugal, na função pública, o horário de trabalho é dos menores da Europa?

"e em que as reformas vêm mais tarde, trabalham durante mais anos."

Nos últimos estudos que vi estávamos bem dentro da média... mas se quiser citar dados eu disponibilizo-me a citar os meus.
De Zé da Burra a 18 de Novembro de 2008 às 11:13
Não é só na "função pública". Por exemplo em países como a Alemanha, França a idade da reforma é aos 60 anos e até têm acesso a uma pré-reforma mais cedo se tiverem tempo de serviço suficiente.

Agora por causa da moda do "neo-liberalismo" que vai destruir o padrão de vida dos cidadãos da Europa, é verdade que esses países estão agora procuram aumentar a idade das reformas, mas por lá não vai ser tão pacífico como em Portugal: têm o exemplo da recente greve dos pilotos da "Air France".

Em Portugal é onde se trabalha mais horas por semana e onde os salários são mais baixos, embora os dos administradores sejam dos maiores independentemente da sua competência.

Comentar post