Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

I Haven't Left the Republican Party. It Left Me.

É pena que nem todos tenham a mesma clarividência (embora a avaliar pela última sondagem da CBS/New York Times que garante uma vantagem nacional para Obama de 14% face a McCain, as coisas estejam a caminhar no bom sentido), mas vale mesmo a pena ler o que diz  Christopher Buckley (filho do icon conservador William Buckley fundador da National Review e recentemente falecido) que concedeu o seu apoio a Obama:

My point, simply, is that William F. Buckley held to rigorous standards, and if those were met by members of the other side rather than by his own camp, he said as much. My father was also unpredictable, which tends to keep things fresh and lively and on-their-feet. He came out for legalization of drugs once he decided that the war on drugs was largely counterproductive. Hardly a conservative position. Finally, and hardly least, he was fun. God, he was fun. He liked to mix it up.

 

So, I have been effectively fatwahed (is that how you spell it?) by the conservative movement, and the magazine that my father founded must now distance itself from me. But then, conservatives have always had a bit of trouble with the concept of diversity. The GOP likes to say it’s a big-tent. Looks more like a yurt to me.

 

While I regret this development, I am not in mourning, for I no longer have any clear idea what, exactly, the modern conservative movement stands for. Eight years of “conservative” government has brought us a doubled national debt, ruinous expansion of entitlement programs, bridges to nowhere, poster boy Jack Abramoff and an ill-premised, ill-waged war conducted by politicians of breathtaking arrogance. As a sideshow, it brought us a truly obscene attempt at federal intervention in the Terry Schiavo case.

 

So, to paraphrase a real conservative, Ronald Reagan: I haven’t left the Republican Party. It left me.

É com tristeza que penso no que foi a National Review e ao que a mesma está remetida nos dias de hoje, como pode ser verifado pelo que vai sendo dito aqui. O apoio de Christopher Buckley junta-se ao de outros conservadores moderados conhecidos como Susan Eisenhower. Os republicanos estão dominados e minados por um pequeno grupo de fundamentalistas - e o actual candidato republicano nada fez para contrariar isso, antes pelo contrário, ficou refém das suas tácticas e técnicas argumentativas. John McCain perdeu-se no momento em que nomeou Palin, um golpe tão rude quanto aquele que Ferreira Leite deve esperar com a sua cedência perante Santana Lopes. Repare-se que digo que o candidato perdeu-se, mas a campanha por sí (mesmo tendo em conta as sondagens) não está perdida. O que já está é evidente a quem será prestada vassalagem em caso de vitória de McCain, só por isso, mais do que no inicio desta campanha, a mudança não só é desejada, mas obrigatória.

publicado por Jorge A. às 00:14
link do post | comentar
1 comentário:
De António de Almeida a 15 de Outubro de 2008 às 14:35
-Se McCain não ganhar o debate logo à noite a eleição está decidida. Barack Obama apenas terá de evitar cometer erros, ganhará a Virgínia, possivelmente a Florida e Ohio (na pior das hipóteses 1 dos 2) e será o fim. Mais, em caso de vitória de McCain daqui a 4 anos teríamos Palin vs Clinton , apetece-me parafrasear Albarran , o drama...

Comentar post

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO