2 comentários:
De Pedro Sales a 4 de Outubro de 2008 às 20:49
Caro Jorge A,

O problema não é tanto o tamanho da dívida mas o vertiginoso caminho que segue. Quando Bush chegou ao poder era pouco mais de metade da actual. Podia dar-se o caso da dívida ter sido contraída para melhorar a qualidade da educação ou a universalidade da saúde, mas não foi. Foi para suportar os massivos cortes de impostos para os 2% mais ricos, dizendo que essa política ia dinamizar a economia. Os resultados estão à vista. O índice bolsista está abaixo do que se registava quando Bush tomou posse, o défice cresce e o país está à beira da recessão técnica. Como as novidades demoram sempre a chegar à província, parece que andam para aí uns liberais a tentar mimetizar as políticas de Bush e companhia. Parece-me boa ideia.
De Jorge A. a 4 de Outubro de 2008 às 22:38
Caro Pedro Sales,

dada uma resposta mais longa da minha parte, deixei-a aqui em forma de post:
http://mindwakeup.blogs.sapo.pt/386067.html

Comentar post