7 comentários:
De Kokas a 29 de Agosto de 2008 às 13:25
O que é estar do "seu lado da barricada"?
De Jorge A. a 29 de Agosto de 2008 às 13:33
"O que é estar do "seu lado da barricada"?"

Livre comércio, liberdade e responsabilidade individual, dimensão do Estado minima. Percebe o meu ponto ou quer que seja mais especifico?
De António de Almeida a 29 de Agosto de 2008 às 14:39
-A minha esperança em Obama , é que a sua eleição consiga criar um ambiente favorável à economia, face à enorme expectativa que inegavelmente ele consegue gerar. Por outro lado também seria bom que algumas figuras do GOP fossem tomar um banho de oposição. De seguida, temo que a eleição de McCain nos traga Hillary daqui a 4 anos, que considero pior que 10 Obamas . Mas já afirmei por várias vezes, McCain pode ser um bom presidente, pena que não o tenha conseguido em 2000. Quanto ao programa de Obama , uma coisa é a eleição presidencial, outra bem diferente passar um programa no congresso, no senado, e nalgumas matérias que coloquem em causa a Liberdade, no Supreme Court. Se Obama vencer, estará possivelmente 8 anos na Casa Branca, tempo mais que suficiente para o GOP afastar uma certa fação da liderança.
De Jorge A. a 29 de Agosto de 2008 às 15:26
"Mas já afirmei por várias vezes, McCain pode ser um bom presidente, pena que não o tenha conseguido em 2000."

Em total acordo. Nestas eleições o seu discurso está demasiado preso à base eleitoral de Bush.

"Quanto ao programa de Obama , uma coisa é a eleição presidencial, outra bem diferente passar um programa no congresso, no senado, e nalgumas matérias que coloquem em causa a Liberdade, no Supreme Court."

Exacto. Mas é preciso não esquecer que Obama terá a seu favor uma maioria democrata no congresso e no senado, bem como a certeza de ter garantida a possibilidade de fazer uma nomeação para o supremo tribunal.

"Se Obama vencer, estará possivelmente 8 anos na Casa Branca, tempo mais que suficiente para o GOP afastar uma certa fação da liderança."

É por isso que, apesar de tudo, vejo com melhores olhos a nomeação de Obama do que a de McCain. Mesmo porque onde o Presidente norte-americano tem mais poder de intervenção é no palco internacional e nesse aspecto prefiro a abordagem de Obama.
De António de Almeida a 29 de Agosto de 2008 às 17:25
Sarah Palin , 44 anos, mulher, pode baralhar as contas de Obama , e até de Hillary Clinton daqui a 4 anos. Há que esperar, constava da lista, mas foi meia surpresa, e a meu ver uma boa jogada de McCain .
De Jorge A. a 29 de Agosto de 2008 às 18:27
"Há que esperar, constava da lista, mas foi meia surpresa, e a meu ver uma boa jogada de McCain."

Não deixa de ser uma estratégia arriscada. O objectivo é ir atrás do eleitorado de Hillary Clinton, mas o problema é que perante Palin até Obama é um politico cheio de experiência. Relembro que a mesma é governadora do Alasca há menos de dois anos - um estado que conta com perto de 600 mil habitantes.

Se há coisa que a escolha de Palin demonstra é que McCain sabe que as suas hipóteses são menores do que as de Obama, e por isso precisaria daquilo a que os americanos designam por "game-changer".
De António de Almeida a 29 de Agosto de 2008 às 18:55
-Ainda assim uma boa estratégia, Mitt Romney penetrava o eleitorado conservador, que se revê em alguém como Palin , mais jovem que Obama , mas com valores anti-aborto , mãe de 5 filhos. Uma parte do eleitorado feminino, apesar de ser pro-choice , não deixará de valorizar uma mulher de 44 anos criar 5 filhos, um deles com sindrome de Down , e ter sucesso político. Em relação ao V.P . posso estar enganado, mas julgo que os Republicanos escolheram melhor que os Democratas.

Comentar post