De commonsense a 19 de Julho de 2008 às 19:58
A redistribiução fiscal não é um mal em si. Pelo contrário, é um bem, desde que não seja quantitativamente excessiva, e não seja captada e distribuída de modo injuto.

Sucede que em Portugal todos estes defeitos se verificam: é excessiva, captada a partir de quem não devia suportá-a sem atingir quem devia e, sobretudo, beneficia quem não devia ser subsidiado e coisas que não deviam ser subsidiadas.

Além de ser económicamente nociva, é socialmente injusta e pessoalmente indutora de vícios de subsídio-dependência.

Concordo consigo quando fala do «monstro».
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres