2 comentários:
De Fulano de Sicrano a 24 de Junho de 2008 às 10:13
Hoje é o seu blogue a estar infectado pelo blog parasita: EU. Ando na blogosesfera lançando atoardas. Sendo ignorante com nível de literacia aceitável, em Portugal pelo menos, dedico-me a dizer aquilo que sinto, mais do de aquilo que penso (que é coisa que faço com esforço), nos espaços reservados aos comentários nos blogs de outros. Basta-me ser lido por um (1) ser humano mesmo que seja quem apague a minha opinião (do momento) para a eternidade. Sim porque dada a quantidade de produtos tóxicos a que estou sujeito a minha memória já não é o que era. Está cumprida a minha necessidade de expressar um sentimento que no meu caso se funde com a opinião. Nem distingo um da outra. Mas gosto de o fazer em blogs determinados. Confesso que me dá mais gozo parasitar à direita. A esquerda é demasiado plural para meu gosto. Compreensiva com as excentricidades. Não dá tanto frisson. A direita entrega-se mais às paixões da volúpia. A esquerda é muito carne e poesia. À direita é mais carne com carne. Vermelho Ferrari. A esquerda sangue de boi!
De Jorge A. a 24 de Junho de 2008 às 10:50
"A esquerda é muito carne e poesia."

Um poeta foi o que você me saiu caro amigo. Mas parasite à vontade que por aqui, e desde que não se ultrupassem certos limites, cada um é livre de comentar o que quiser e como quiser.

Comentar post