Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Despertar da Mente

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

Despertar da Mente

26
Abr08

Everything but the girl

Jorge A.

Para quem lê este blogue será facilmente perceptível que o meu candidato favorito para presidente dos Estados Unidos é Barack Obama. O motivo da minha preferência não será certamente as politicas económicas que o homem propõe, as mesmas são radicalmente diferentes das que defendo. É claro que a posição de Obama sobre a guerra no Iraque é determinante para o meu apoio ao mesmo, embora também aqui não tenha ilusões sobre possiveis grandes alterações na politica externa norte-americana numa presidência Obama.

 

Mas uma das coisas que me impele a preferir Obama aos restantes candidatos é a abordagem a um novo rumo para a politica. Dirão alguns que Obama não tem sido muito diferente de Hillary Clinton ou de John McCain na forma como abordou a campanha eleitoral. Dirão mesmo que Obama terá sido igual ou pior que os restantes na abordagem negativa. Discordo e para tal basta olhar à imagem de marca das três campanhas ainda em terreno.

 

De facto Obama utiliza muitas vezes a palavra esperança, e se tal conceito é vago, não há nada de vago nas milhares de pessoas que vão aos seus comicios, nem nada têm de vago as cerca de milhão e meio de pessoas que já contribuiram financeiramente para a sua campanha, e muito menos vago são as centenas de milhares de novos eleitores registados que a sua campanha angariou, com especial foco nas camadas mais jovens da população.

 

Por sua vez o lema principal de Hillary Clinton (e o de John McCain) é a experiência, traduzida no famoso anuncio (que bem podia ter sido feito por McCain) do telefonema às três da manhã sobre um possível caso de ataque externo aos Estados Unidos. É a politica do medo no seu melhor. E acho que para aqueles que tanto criticam Obama de utilizar a esperança como receita para cativar votos, deveria provocar mais náuseas a utilização do medo para cativar votos - na prática são duas faces da mesma moeda, e são conceitos que jogam mais com a emoção do que com a razão. No entanto há uma diferença óbvia, o primeiro - a esperança - é um conceito apesar de tudo de carácter positivo, o segundo - o medo - é um conceito com carácter negativo.

 

Obama é um candidato demagogo com o seu discurso de esperança e com as mesmas receitas socialistas de sempre que tanto agradam aos mais desfavorecidos, mas que na prática poucos resultados dão? Talvez. Mas será melhor candidata Hillary Clinton com o seu discurso do medo e as mesmas politicas socialistas? Não me parece. E John McCain com o seu discurso do medo e a sua politica, não menos populista, de prometer cortes de impostos sem explicar onde vai cortar na despesa, especialmente tendo em conta que parece suportar uma presença prolongada no Iraque que não sairá barata?

 

Mas no fim, reconheço, o meu apoio a Obama é mais emocional que racional. Na prática se fosse cidadão americano e podesse votar o mais certo era não votar em nenhum dos três - não sem contudo referir que tenho uma clara ordem de preferências entre estes três candidatos e não seria preciso muito tempo para explicar que Hillary Clinton está, por larga margem, no fundo das minhas preferências.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Outras Casas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Em Inglês

  •  
  • Think Tank

  •  
  • Informação

  •  
  • Magazines

  •  
  • Desporto

  •  
  • Audiovisual

  •  
  • Ferramentas

    Arquivo

    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2009
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2008
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2007
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2006
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D