Domingo, 20 de Abril de 2008

Psicologia Juvenil

Colmatada uma falha, uma das obras primas de Kubrick, A Clockwork Orange, já está visto. E se neste filme a cura (o método Ludovico) para o comportamento "ultra-violento" de Alex é a indução de sentimentos desconfortáveis perante o sexo e a violência (cura essa que mais tarde saberemos não funcionar e ter os seus efeitos perversos), noutro filme visionado esta semana, a obra de Gus Van Sant Paranoid Park (e nunca esquecendo que Van Sant é admirador confesso do trabalho de Kubrick), o personagem Alex (referência implicita ao personagem de Clockwork Orange?) é absorvido por um imenso sentimento de culpa por uma acção involuntária de consequências trágicas - o mesmo sentimento de culpa sentido por Raskolnikov em Crime e Castigo.

 

Gostei muito dos dois filmes, mas agora preciso desperadamente de qualquer coisa mais leve...

Secções:
publicado por Jorge A. às 15:35
link do post | comentar
6 comentários:
De Livia Borges a 20 de Abril de 2008 às 19:46
A Laranja Mecânica? Lê o livro do Anthony Burgess e em inglês. É infinitamente melhor do que o filme, que é um bocado seca e xaropada. Falta-lhe o final que é de ficar de boca aberta...
De Jorge A. a 20 de Abril de 2008 às 23:07
"Falta-lhe o final que é de ficar de boca aberta..."

Bem sei que o filme não tomou em conta a versão inglesa do livro que contava com mais um capitulo que a versão americana, mas acho que o final do filme é o ideal.
De Livia Borges a 21 de Abril de 2008 às 10:33
O filme, a meu ver, não espelhou o espírito do livro. Parecem uma cambada de drogados, sem qualquer fito, enquanto que no livro, como é contado a partri da primeira pessoa - tu és o Alex - entras na pele do personagem delinquente juvenil. Depois, o final é redentor. De resto, o filme não merece o livro espectacular que é.
De Jorge A. a 21 de Abril de 2008 às 15:16
"De resto, o filme não merece o livro espectacular que é."

Ora confessa lá, tu leste primeiro o livro antes de ver o filme, não foi?
De Eo a 21 de Abril de 2008 às 15:07
Se me permites, recomendo "Ninotchka" com a Greta Garbo. Leve, feel good e com muito charme.

Pronto, admito... adoro este filme e espalho isto sempre que posso. :p
De Jorge A. a 21 de Abril de 2008 às 15:14
A questão Eo, é onde raio vou eu desencantar a "Ninotchka"? :(

Lá vou ter de recorrer aos meus contactos...

Comentar post

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO