Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

Serenity

Imagine a future where the Iranian regime didn’t need to spend weeks in the streets beating, killing, and jailing protesters to put down the reform movement. Imagine in this future that the beatings would be replaced with something gentler, but ultimately more sinister: non-lethal, weaponized drugs designed to decrease aggression and increase trust. (via: Daily Dish)

 

Esse futuro já foi retratado no filme Serenity. A experiência corre mal, dando origem aos Reapers. Um grupo de humanos ultra-violento que recorrem ao canibalismo e amedrontam toda a restante espécie humana. Estou com saudades de um bom filme de ficção cientifica.

publicado por Jorge Assunção às 19:36
link do post | comentar
Domingo, 6 de Setembro de 2009

Na Terra do Tio Sam II

 

Venceu o US Open em 2005. Depois disso, até Maio de 2007, foi a todas as meias-finais dos torneios de grand slam onde participou (Australian Open em 2006 e 2007; Roland Garros 2006; e Wimbledon 2006). Antes do Roland Garros de 2007 afastou-se do ténis para ter mais tempo para a vida pessoal. Compreende-se. Em Fevereiro de 2008 foi mãe. Regressa agora a um torneio de grand slam. Acaba de afastar Venus Williams e apurar-se para os quartos-de-final. Nunca fui um fã, mas é impossível não torcer pela mamã Kim Clijters.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 23:47
link do post | comentar

Novo rumo

Escritas minhas noutra paragem:

publicado por Jorge Assunção às 20:08
link do post | comentar

Na Terra do Tio Sam I

 

Ana Ivanovic, Jelena Jankovic, Elena Dementieva e Maria Sharapova já não voltarão a pisar os courts de Flushing Meadows, estas últimas duas eliminadas por uma jovem de 17 anos norte-americana, Melanie Oudin, a surpresa do torneio. A número um mundial, Dinara Safina, também deixou o torneio ontem, sendo que, tal como Jelena Jankovic que terminou o ano passado no número um mundial, a russa continuará a ocupar o posto sem ter ganho um único grand slam. Não é grande sinal para a justiça de tal ranking. Por outro lado, a que todos reconhecem como número um no campo de ténis, Serena Williams, cilindrou Daniela Hantuchova no jogo de hoje.

No sector masculino, por outro lado, o ranking reflecte e bem o valor dos tenistas no campo:, um dos quatro primeiros - Federer, Djokovic, Nadal e Murray - com noventa e nove por cento de probabilidade será o vencedor do torneio. Entretanto, quem também foi afastado do torneio foi Andy Roddick. Por um lado ainda bem, seria penoso voltar a assistir a um correctivo de Federer ao jogador americano, por outro lado ainda mal, Brooklyn Decker desaparecerá das bancadas de Flushing Meadows.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 19:06
link do post | comentar | ver comentários (2)
Sábado, 5 de Setembro de 2009

Desmentidos e não desmentidos

Há uma semana era assim: O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) informou que não está prevista «qualquer diligência» visando o ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, no âmbito do processo Freeport.

 

Agora: O ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, vai ser chamado para prestar esclarecimentos no âmbito do caso Freeport, como testemunha, mas só depois das eleições, noticia hoje o semanário “Expresso”.

 

Presumo, também, que os primos e restantes familiares de Sócrates não possam ser ouvidos antes das eleições, uma vez que, até agora, ninguém decidiu ouvir qualquer um deles. Mas, entretanto, ontem também saiu esta: Conteúdo de carta anónima que implica primo Sócrates "destituído de fundamento" diz director da PJ. Quase que parece desmentir a notícia da TVI. Quase, porque para além de ser estranho que a Policia Judiciária, afinal, possa dar informações sobre processos em segredo de justiça, a notícia da TVI em nenhum momento referia cartas anónimas. Parece que tinham ido ouvir dois dos arguidos no processo que confirmavam a história. Isso quer dizer que a investigação da TVI vai no rumo certo? Não sei. Sei é que a PJ dá constantemente sinais de não conseguir gerir bem o processo.

publicado por Jorge Assunção às 13:40
link do post | comentar | ver comentários (2)

Eu reparei, mas tenho saudades

Repare-se no seguinte. O beto que estava no lugar de Canas como porta-voz do PS oficial desapareceu de cena. E deu lugar a S. Silva, o verdadeiro porta-voz e um profissional do "socretismo" e da propaganda. Com a proliferação de grupos no Facebook, desde o famoso "Libertem a empregada de Carolina Patrocinio" até ao não menos famosos "No dia 27, vamos todos correr com Sócrates?", ninguém quer criar um grupo a pedir o retorno rápido do famoso betinho Silveira?

publicado por Jorge Assunção às 02:51
link do post | comentar | ver comentários (1)

A ler

"O núcleo político do PS-governo mediu friamente as vantagens e os custos de tomar esta medida protofascista. E terá concluído que era pior para o PS-governo a manutenção do JN6ª do que o ónus de o ter mandado censurar. Trata-se de mais um gravíssimo atentado do PS de Sócrates contra a liberdade de informar e opinar." Por Eduardo Cintra Torres.

 

"Só um idiota acredita que a Prisa suspendeu o "Jornal Nacional" "por razões económicas relacionadas com uma reestruturação em curso". [...] Se não foram critérios económicos os que levaram a Prisa a acabar com o "Jornal Nacional", só podem ter sido critérios políticos. [...] Na noite em que venceu as eleições legislativas, Sócrates gritou: "Amigos e camaradas: conseguimos!". Pois conseguiram. De tanto o desejarem, conseguiram que a informação da TVI sucumbisse. Na melhor ou na pior altura? Na pior, é claro. Pelo menos para nós." Por Pedro Santos Guerreiro

 

Já agora, Eduardo Cintra Torres escreve no Público, outro dos jornais que foi identificado como jornalismo travestido, e Pedro Santos Guerreiro escreve no Jornal de Negócios, um que não segue a linha socrática como, por exemplo, o seu concorrente Diário Económico faz. Seria interessante avaliar a publicidade institucional, com origem em instituições governamentais, que uns e outros conseguem atrair em relação a outros meios de informação com os quais concorrem.

publicado por Jorge Assunção às 01:50
link do post | comentar

Em maior?

"O primeiro-ministro bem pode dizer que não teve interferência neste momento mas a interferência foi feita quando, no congresso do PS, elegeu Manuela Moura Guedes e José Manuel Fernandes [director do Público] como adversários principais", sublinhou. [...] O comendador político do PSD comparou o caso com o que sucedeu consigo em 2004, ao sair da TVI. "Aquilo que me sucedeu - e que foi uma insensatez - foi repetido em maior", disse.

 

Bem, se foi 'em maior', a avaliar pela reacção do Presidente da República de então e o actual não parece.

publicado por Jorge Assunção às 01:48
link do post | comentar
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

O que ganha o governo com o afastamento de MMG

Não me parece que o governo tivesse como motivo impedir a divulgação de qualquer reportagem específica para esta sexta-feira, o que, dadas as repercussões do caso, dificilmente não deixará de ser divulgada. Parece-me antes que a motivação seria mais esta:

 

Dia 11 de Setembro, Manuela Moura Guedes não vai ter espaço de antena para colocar o processo Freeport na agenda noticiosa.

 

Dia 18 de Setembro, Manuela Moura Guedes não vai ter espaço de antena para colocar o processo Freeport na agenda noticiosa.

 

Dia 25 de Setembro, Manuela Moura Guedes não vai ter espaço de antena para colocar o processo Freeport na agenda noticiosa.

publicado por Jorge Assunção às 16:55
link do post | comentar | ver comentários (2)
Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

Comunicação social anti-Sócrates

1. O Sol perdeu a publicidade do BCP porque levantou e manteve o processo Freeport na agenda noticiosa.

 

2. A editora de política da TSF, Teresa Dias Mendes, zangou-se com o Sócrates e vai ficar sem o cargo.

 

3. Na TVI conseguiram mandar embora o Moniz e acabar com o Jornal Nacional da Manuela Moura Guedes.

 

4. E o Público vai sobrevivendo porque a família Azevedo é das poucas que não lambe as botas ao poder político.

publicado por Jorge Assunção às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (3)

Asfixia democrática (II)

Jornal de Moura Guedes suspenso e direcção de informação demite-se

A decisão da administração de suspender o Jornal Nacional foi comunicada à direcção de informação e fundamentada por razões económicas, em consequência de uma reestruturação em curso.

A cambada de socretinos tem de ser corrida do poder e depressa.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 13:23
link do post | comentar | ver comentários (12)

Asfixia democrática (I)

Segundo a denúncia do conhecido advogado de Lisboa, e citando o jornal, “essas pessoas próximas do primeiro-ministro disseram-lhe que convinha ser moderado”, lembrando a ligação da Logoplaste à REN, refere o Jornal. Jorge Bleck defende, em declarações ao mesmo jornal, que “os agentes económicos não são livres porque, se opinam num determinado sentido, o negócio não vem”, considerando que, na origem desse facto, está o “excessivo peso do Estado na economia”.

 

Perceber o péssimo mandato de José Sócrates e dos socialistas, é perceber estas relações que se estabelecem entre os sectores da economia controlados pelo Estado e empresas privadas. Numa sociedade verdadeiramente livre, os empresários não podem recear vir a ser alvo de retaliação governamental por motivos políticos. Em Portugal, esse receio não é de agora e está intrinsecamente ligado ao peso do Estado na economia. Infelizmente, muitos dos que se dizem contra Sócrates e o estado a que chegou este país, teimam em não perceber (ou não querem perceber) que aos governos não pode ser dada tanta capacidade de intervenção na economia nacional. Não pretender fazer nada quanto a isso, é o primeiro passo para manter tudo como está.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 12:20
link do post | comentar | ver comentários (2)
Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009

Dar cabo da TAP

"Qualquer negociador sabe que o grande problema de ceder a uma chantagem é o de que outros chantagistas aparecerão depois. A TAP cedeu numa ameaça de greve - já tem outra à perna. [...] O filme é bizarro: num dia, os trabalhadores da Groundforce exigem; noutro dia, a administração da empresa diz "não"; ao terceiro dia, o Governo diz "sim"; e ao quarto dia, a Parpública, que formalmente detém as acções da TAP, diz que a situação financeira da empresa "é crítica". Quem manda nesta empresa? Os chefes, os patrões ou os testas-de-ferro? A administração, o accionista ou a sociedade-veículo? Pelos vistos, nenhum: mandam os trabalhadores. [...] Para quem não percebeu, a TAP está em falência técnica. Ou recebe injecções de capital, público ou privado, ou pode mesmo passar a ser "Take Another Plane" que este já não voa. Para o evitar, a tutela tem de mudar o acrónimo para "Take Another Plan": mudem de plano."

 

Pedro Santos Guerreiro, no Jornal de Negócios, a afirmar o óbvio.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 13:17
link do post | comentar | ver comentários (3)

Pleasing 15 Women

Secções:
publicado por Jorge Assunção às 13:07
link do post | comentar

A treta do pico petrolífero (2)

Mais uma vez, ao cuidado dos rapazes do resistir.info, BP anunciou descoberta de campo “gigante” de petróleo no golfo do México.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 12:51
link do post | comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 1 de Setembro de 2009

Home Movies

A Disney comprou a Marvel, suspeito que motivada pela adaptação das personagens da Marvel ao grande ecrã. Se já acho a Marvel mais infantil que a DC Comics, essa tendência no cinema agora ainda deverá ficar mais acentuada. Entretanto, os responsáveis pelo filme Delgo acharam por bem, tendo como base o trailer do filme Avatar, lançar suspeitas sobre um possível plágio de James Cameron ao flop monumental na bilheteira que foi Delgo (40 milhões de dólares de orçamento, para pouco mais de 500 mil dólares de receita de bilheteira). Não será dificil perceber que aquilo que motiva os produtores de Delgo não é certamente a vitória numa acção judicial, esta não chegará longe, mas antes fazer publicidade ao seu filme de animação e tentar aumentar um pouco a cifra dos 500 mil dólares. E para terminar, o último de Mike Judge estreia esta semana (não em Portugal, infelizmente). Tendo em conta o dia de lançamento (labour day nos EUA) e o trailer, deverá parodiar, um pouco à semelhança de Office Space, com as relações que se estabelecem no local de trabalho. A coisa promete (e acredito que a Mila Kunis tenha este efeito):

 

Secções:
publicado por Jorge Assunção às 16:48
link do post | comentar | ver comentários (1)

SkyEurope

Ao contrário da TAP, no privado, quando uma empresa de aviação civil dá constantemente prejuízo, vai à falência. Um mercado dinâmico e justo assim o exige: quem dá prejuízo, vai à falência. A pergunta que fica é: qual a razão que levou o Banco Europeu para Reconstrução e Desenvolvimento, em conjunto com a União Europeia, a apoiar financeiramente a criação desta empresa na Eslováquia (sem tal apoio, provavelmente, esta nunca teria visto a luz do sol), apesar dos muitos avisos de que tal empresa, estaria condenada à partida?

publicado por Jorge Assunção às 16:25
link do post | comentar | ver comentários (7)
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO