Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Despertar da Mente

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

"Democracy and socialism have nothing in common but one word, equality. But notice the difference: while democracy seeks equality in liberty, socialism seeks equality in restraint and servitude." Alexis de Tocqueville

Despertar da Mente

31
Dez07

Fica Avisado

Jorge A.
Diz a Eo num comentário a este post:

Primeiro parece que o governo está mais preocupado em combater o tabaco do que por exemplo a droga, onde até já se equacionou fazer salas de chuto.
Nem a propósito, via O Insurgente, deparo-me com esta noticia do Público: Uso de pequenas quantidades de drogas está "liberalizado" em seis distritos
Se alguém for apanhado a fumar um charro ou a inalar cocaína em pequenas quantidades no distrito de Santarém pode ter que pagar uma coima ou ser mandado para tratamento, se o mesmo acontecer no distrito de Lisboa, Bragança, Guarda, Viseu, Coimbra e Faro nada acontece. Neste momento há seis distritos do país onde a compra, posse e consumo de droga em pequenas quantidades não tem consequências porque as comissões de dissuasão da toxicodependência (CDT)destes distritos estão sem poder decisório por falta de pessoal.
A partir do ano novo já sabe, antes ser apanhado a inalar droga do que tabaco. E não diga que não foi avisado. Assim vai este país.
31
Dez07

Ainda Bem

Jorge A.
Tabaco: «A saúde está primeiro»
Comerciantes destacam as vantagens dos espaços sem fumo: benefícios para a saúde de clientes e funcionários, para os edifícios e poupam o dinheiro das obras de adaptação.

Além das preocupações económicas, já que António Fonseca diz que as obras de adaptação são «um investimento considerável», há a preocupação com a saúde. «É óbvio que caminhamos para a proibição total de fumar em espaços fechados e ainda bem, já que a saúde está acima de tudo e pode ser que as pessoas até deixem de fumar».
Se "ainda bem" que "caminhamos" para o "óbvio", ou seja, a "proibição total de fumar em espaços fechados" porque a "saúde está acima de tudo", e se são os comerciantes que dão destaque a tal, gostava de perceber o porquê de os comerciantes por sua própria iniciativa já não terem caminhado em direcção ao ainda bem do óbvio. É óbvio que há qualquer coisa aqui que me escapa...

Entretanto, há quem queira evitar o óbvio (ainda mal? será?):

António Gomes da Silva, proprietário do restaurante Solar do Pátio, no Porto, já decidiu: a partir de 1 de Janeiro, o restaurante será um espaço de fumadores. «Eu sou fumador, assim como 99 por cento dos meus clientes, por isso, só faz sentido que permita fumar». O responsável adianta que está a preparar o restaurante com extracção para o exterior e já tem o dístico de fumadores para colocar na porta.
30
Dez07

Um Feliz '08 para os Povos do Norte

Jorge A.
Um brinde aos povos do norte da Europa que trabalham e são organizados, pelo contrário cá no sul somos desorganizados e pouco dados ao trabalho. Eles lá tem meia-hora para o almoço e uma vida dedicada ao trabalho, nós cá temos uma hora de almoço (quando não a prolongamos) e uma vida dedicada ao lazer. Eles proibiram o fumo antes de nós e há muito que tem uma média de restaurantes por habitante conforme a média europeia. Nós por cá, só agora caminhamos para lá - um agradecimento muito especial para a ASAE. Eles lá são ricos, nós somos pobres. Pois, está certo, eles lá tem tudo, mas no Verão cá vos esperamos...

30
Dez07

Um Feliz '08 para a Restauração Portuguesa

Jorge A.
ASAE diz que metade dos restaurantes e cafés portugueses estão condenados a fechar
Metade dos restaurantes e cafés em Portugal “estão condenados a fechar” por não cumprirem a legislação comunitária ou por não terem viabilidade económica, disse hoje ao semanário “Sol” António Nunes, o inspector-geral da ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica).

António Nunes referiu um relatório da Comissão Europeia, segundo o qual “o nível de aplicação das regras de higiene e de controlo oficial [em Portugal] não é satisfatório”.

Além disso, Portugal tem “três vezes mais restaurantes por habitante do que a média europeia”. A União Europeia tem “uma média de 374 habitantes por restaurante; em Portugal são 131. Isto não tem viabilidade económica”, afirmou.
A ditadura dos burocratas europeus chegou e está para durar. E acho "ternurenta" a preocupação do inspector-geral da ASAE para com a viabilidade económica dos restaurantes e cafés portugueses. Se os restaurantes e cafés não tem viabilidade económica deixemos o mercado funcionar que mais tarde ou mais cedo alguns fecharão, o que reduz a utilidade do excelentissimo inspector geral da ASAE nessa matéria a zero. Será que não passa pela cabeça do exmº senhor da ASAE que a média de restaurantes por habitante em Portugal é bastante superior à média europeia por questões culturais? E que, portanto, ao contrário do que está implicito nas declarações do excelentissimo senhor da ASAE, o elevado número de restaurantes por habitante em Portugal não revela necessariamente um problema de inviabilidade económica no sector, mas antes pelo contrário, que em Portugal há viabilidade para ser gerada tal situação.

Mas se o objectivo é trasnformar-nos um tanto ou quanto mais anglo-saxónicos, mais MacDonald's, mais Pan's & Company, resumindo e concluindo, mais fast food, estamos no bom caminho. Ficamos é dia para dia, um bocadinho menos portugueses...
28
Dez07

Ideias para Portugal'08

Jorge A.
Hole in the wall for smokers
A German bar owner has got round a smoking ban by cutting holes in the wall so customers can stick their heads out to have a cigarette.

Michael Windisch, owner of the Maltermeister Turm bar and restaurant in Goslar, Lower Saxony, cut three holes next to tables in his restaurant after local authorities introduced the ban on smoking in all eating places.

Customers who want to smoke can stick their heads through the large holes and their hands through the other two so they can have a cigarette. A curtain has been mounted to keep out the cold.

Pág. 1/6

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Outras Casas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Em Inglês

  •  
  • Think Tank

  •  
  • Informação

  •  
  • Magazines

  •  
  • Desporto

  •  
  • Audiovisual

  •  
  • Ferramentas

    Arquivo

    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2009
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2008
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2007
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2006
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D