Domingo, 30 de Setembro de 2007

Sem Sabor

O morango é vermelho e o Benfica também... mas o Benfica anda pálido, por vezes parece mesmo que o equipamento foi deixado tempo de mais ao sol e perdeu a cor. Tenho pesadelos onde o glorioso equipa de cor de rosa - impressão minha, certamente. Ora, de um morango com insuficiência de vermelho vivo só se pode retirar duas conclusões: ou ainda não amadureceu o suficiente e portanto não está doce o suficiente para eu apreciar - precisa de tempo - ou tendo amadurecido, a qualidade da colheita não é boa. Prefiro pensar que o problema do Benfica é o primeiro - a fruta nova ainda está por amadurecer - mas suspeito que o real problema seja o segundo, a colheita não é boa este ano. Se, na agricultura, boa parte dos morangos vendidos em Portugal têm produção espanhola, no futebol é o inverso, e o Benfica vendeu os seus melhores morangos para Espanha - não vendemos figos (isso é apanágio do outro clube da 2ªcircular), mas vendemos bons morangos, uma pena.

Isto anda tão mal que ontem, com receio de uma qualquer indigestão, nem vi o jogo entre os morangos e os figos do futebol nacional (fiz bem!!!) - em Portugal a fruta de pouco vale, vale mais o vendedor de fruta.

Mesmo pondo o futebol de parte, também as outras modalidades não me andam a cair bem. Veja-se o caso da fórmula 1. Aquela merda está tão interessante que nem me lembro da última grande ultrupassagam feita entre pilotos de topo que não com recurso à paragem nas boxes. É mais ou menos como ver jogos de futebol sabendo de antemão que o encontro vai ser decidido nos pénaltis, ou é como ver jogos de ténis sabendo de antemão que não vai haver breaks ao longo dos jogos e é tudo decidido por tie-breaks. De tal forma, que estando o titulo de pilotos em aberto, hoje nem acompanhei o dizem-me (como se contentam com pouco) espectacular grande prémio do Japão. Acontece que a merda do espanhol despistou-se (só por isso é que tive pena de não ver o espectáculo), e o rookie inglês vai no caminho certo para se sagrar campeão do mundo.

E vale que ainda há ténis e ainda há Federer. Das poucas coisas que dá para acompanhar com prazer. Ver Federer jogar é tão sublime como um morango vermelho vivo na boca da Angelina Jolie. Arrivederci.
publicado por Jorge A. às 15:38
link do post | comentar
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO