Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

Liberdade

By liberty I mean the assurance that every man shall be protected in doing what he believes is his duty against the influence of authority and majorities, custom and opinion. Lord Acton

A liberdade, enquanto valor, é na minha opinião o que de mais importante há a defender na sociedade actual. Não sem que a essa liberdade não esteja bem associado o conceito de responsabilidade.

Ao longo dos anos as mais variadas sociedades passaram por periodos de maior ou menor liberdade. Como realça Friedrich Hayek no seu The Road to Serfdom, uma das formas de convencer as pessoas a abdicar de parte da sua liberdade é com a identificação de um inimigo comum e perigoso para todos. Se na Alemanha de Hitler esse inimigo foram os judeus, nos EUA, em menor escala certamente, é hoje em dia o terrorismo - que leva necessariamente a coisas como o Patriot Act ou os actos de tortura em Guantanamo. Não é a primeira vez que tal fenómeno acontece nos EUA, já havia acontecido no período das perseguições de Joseph McCarthy aos comunistas (o inimigo comum na altura). Se tais fenómenos são mais cedo ou mais tarde ultrupassados nos Estados Unidos, tal deve-se à força da sociedade civil neste país e à sua cultura liberal (no sentido clássico do termo).

A inspiração para tal, remonta certamente aos founding fathers da nação americana, passando por Thomas Jefferson (I predict future happiness for Americans if they can prevent the government from wasting the labors of the people under the pretense of taking care of them.) ou por Benjamin Franklin (Those who would give up essential liberty to purchase a little temporary safety deserve neither liberty nor safety.).

Para a liberdade individual impôr-se na sociedade actual não é necessário o fim do Estado (dúvido até que tal seja possível), no entanto, e recorrendo às palavras de Henry David Thoreau, é preciso notar que "there will never be a free and enlightened State until the State comes to recognize the individual as a higher and independent power, from which all its own power and authority are derived, and treats them accordingly."

No fim, a batalha pela liberdade é uma batalha sem fim à vista. Se há dúvidas, a história da humanidade está aí para prová-lo - tal como prova que é entre aqueles que mais de perto conheceram a sensação da liberdade que mais dificilmente a conseguem retirar.
Secções:
publicado por Jorge A. às 00:01
link do post | comentar
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO