Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

Na Terra do Tio Sam VII

 

Porquê que Rafael Nadal, mesmo que Roger Federer abandonasse o circuito, teria uma vida muito mais dificultada para dominar o sector masculino como o suiço fez nos últimos seis anos? A resposta pode ser encontrada no miúdo de 20 anos que ontem venceu o US Open: o argentino Juan Martin del Potro.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

Na Terra do Tio Sam VI

 

Uma cena triste foi aquela que eliminou Serena Williams nas meias-finais contra Kim Clijsters. Contudo, é certo que Kim Clijsters estava já perto de vencer o encontro e Serena perdeu aquele ponto por discutir com a árbitra assistente pelo mesmo motivo que estava a perder o encontro: não conseguiu controlar a ansiedade e os nervos. Por isso, foi justa a vitória da mamã Clijsters no encontro e mais justa foi a vitória de Kim Clijters na final de ontem, ganhando o segundo grand slam da carreira, sendo que o facto deste ter sido ganho após dois anos de ausência do circuito só aumenta o seu valor.

 

Por outro lado, no sector masculino, um Nadal lesionado perdeu na meia-final para Del Potro, e um Federer inspirado eliminou Djokovic com um jogo brilhante onde esteve incluido este ponto:

 

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 18:01
link do post | comentar
Domingo, 13 de Setembro de 2009

Na Terra do Tio Sam V

 

Os últimos dois dias tiveram uma única estrela: a chuva. Apareceu, nunca mais foi embora, e já forçou os organizadores a adiar a final do torneio masculino para segunda-feira. É pena, porque o torneio estava a ser muito interessante, mas o permanente adiar de encontros resfria quer o ânimo dos espectadores, quer o ritmo dos jogadores. A organização é pressionada para iniciar planos para a construção de um tecto amovível no court central, contudo, esse é assunto incómodo. Isto porque o recinto principal, o Arthur Ashe Stadium, tem a seu favor o facto de ser o maior do mundo, mas a sua dimensão aumenta e muito os custos de uma futura cobertura. Não se pode ter tudo.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 00:54
link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

Na Terra do Tio Sam IV

 

A mamã Kim Clijters já está nas meias finais e Andy Murray, o actual número dois do ranking mundial, disse adeus frente ao croata Marin Cilic. É nestas alturas que gosto de ler o BBC Sport: Murray outclassed by superb Cilic. O tenista britânico é cilindrado e logo o seu adversário é soberbo. É verdade que Cilic esteve bem, mas não esteve soberbo. Murray é que não jogou nada, mas isso não dava um título apropriado para a BBC Sport, sobretudo depois de tudo o que vão noticiando sobre o brilhantismo de Andy Murray. As notícias da BBC Sport sobre Andy Murray estão ao nível das notícias de Nuno Luz sobre o Cristiano Ronaldo, ou do Rui Santos sobre o Carlos Queiróz, à escolha do leitor.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 21:48
link do post | comentar
Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

Na Terra do Tio Sam III

 

Decorem este nome: Melanie Oudin. Entretanto, as jogadoras russas já decoraram certamente. Na primeira ronda mandou para casa a nova esperança russa, Anastasia Pavlyuchenkov, de seguida foi Dementieva, Sharapova e agora Petrova. Gosto de ver uma jogadora tão nova a destruir, com inteligência, o jogo chato e aborrecido de fundo de court típico das russas. Serena, Melanie e Kim, a grande favorita, a underdog, e o comeback. Como é normal no sector feminino, não consigo ficar pelo apoio a uma só tenista.

Fica também uma palavrinha para o público americano, não por acaso o suiço Federer a cada entrevista que dá onde o assunto é abordado, nunca esquece de elogiar o apoio que lhe é dado em Flushing Meadows. Ontem, no encontro entre Kim Clijsters e Venus Williams, a belga parecia que estava a jogar em casa.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 20:11
link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 6 de Setembro de 2009

Na Terra do Tio Sam II

 

Venceu o US Open em 2005. Depois disso, até Maio de 2007, foi a todas as meias-finais dos torneios de grand slam onde participou (Australian Open em 2006 e 2007; Roland Garros 2006; e Wimbledon 2006). Antes do Roland Garros de 2007 afastou-se do ténis para ter mais tempo para a vida pessoal. Compreende-se. Em Fevereiro de 2008 foi mãe. Regressa agora a um torneio de grand slam. Acaba de afastar Venus Williams e apurar-se para os quartos-de-final. Nunca fui um fã, mas é impossível não torcer pela mamã Kim Clijters.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 23:47
link do post | comentar

Na Terra do Tio Sam I

 

Ana Ivanovic, Jelena Jankovic, Elena Dementieva e Maria Sharapova já não voltarão a pisar os courts de Flushing Meadows, estas últimas duas eliminadas por uma jovem de 17 anos norte-americana, Melanie Oudin, a surpresa do torneio. A número um mundial, Dinara Safina, também deixou o torneio ontem, sendo que, tal como Jelena Jankovic que terminou o ano passado no número um mundial, a russa continuará a ocupar o posto sem ter ganho um único grand slam. Não é grande sinal para a justiça de tal ranking. Por outro lado, a que todos reconhecem como número um no campo de ténis, Serena Williams, cilindrou Daniela Hantuchova no jogo de hoje.

No sector masculino, por outro lado, o ranking reflecte e bem o valor dos tenistas no campo:, um dos quatro primeiros - Federer, Djokovic, Nadal e Murray - com noventa e nove por cento de probabilidade será o vencedor do torneio. Entretanto, quem também foi afastado do torneio foi Andy Roddick. Por um lado ainda bem, seria penoso voltar a assistir a um correctivo de Federer ao jogador americano, por outro lado ainda mal, Brooklyn Decker desaparecerá das bancadas de Flushing Meadows.

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 19:06
link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 23 de Agosto de 2009

FedEx Era

"Unfortunately I was born in the wrong era"

 

Novak Djokovic, após perder a final do Cincinnati Masters para Roger Federer (que, para minha felicidade, eliminou pelo caminho Andy Murray, para infelicidade de muito inglês).

Secções: ,
publicado por Jorge Assunção às 21:48
link do post | comentar | ver comentários (2)
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Hot Summer Days (I)

 

Brooklyn Decker, que acontece ser casada com Andy Roddick. Azar ao jogo, sorte...

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 17:52
link do post | comentar | ver comentários (7)
Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

Deviam agradecer

Em Wimbledon, as tenistas mais bonitas tiveram preferência sobre as melhores colocadas no ranking mundial no acesso ao campo central. Isto porque as mais belas garantem melhores resultados nas audiências [ver aqui]. Há quem considere a situação uma vergonha e uma afronta às melhores desportistas femininas [o facto, é que não me lembro de igual criticismo quando sempre foi dada preferência a tenistas locais nas transmissões televisivas, exactamente pelo mesmo motivo]. Ora, eu até estaria de acordo com essa critica, não fosse o facto da critica vir do mesmo sector que exigiu prémio de jogo igual entre homens e mulheres. A partir do momento que exigem receber o mesmo que os homens, não é possível criticar que quem paga o prémio tente equiparar as receitas geradas pelo ténis feminino com as receitas geradas pelo ténis masculino. A única coisa que neste momento permitirá um equilíbrio entre ambos os sectores, masculino e feminino, é a beleza: não tivesse Maria Sharapova, por exemplo, ultrupassado Roger Federer no rendimento alcançado (via publicidade). Por muito que custe a algumas mulheres, foram tenistas como Anna Kournikova, Ana Ivanovic e Maria Sharapova, pela sua beleza, que conseguiram dar uma dimensão à massa adepta do ténis feminino que outrora não existia. As restantes tenistas navegam a onda. Em vez de queixarem-se, deviam agradecer por isso.

publicado por Jorge A. às 17:37
link do post | comentar | ver comentários (3)
Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

The Making of a Legend

Um vídeo de tributo ao campeão Roger Federer feito pelo ATP Tour.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 18:59
link do post | comentar
Domingo, 5 de Julho de 2009

Sobre a final de Wimbledon

Vale a pena recordar o post que escrevi em Janeiro deste ano sobre Andy Roddick: Na Terra dos Cangurus IX

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 18:55
link do post | comentar | ver comentários (5)

Serena

 

O meu gosto pelo jogo de Serena Williams tem algo de contraponto ao meu gosto pelo jogo de Federer. É óbvio que ambos partilham a mesma ambição pela vitória; a mesma determinação; a rara capacidade mental que produz um grande campeão; aquele click que em momentos de grande pressão faz sobressair o melhor de cada um deles e leva-os a elevar o seu jogo, por oposição à maioria dos desportistas que em situação de pressão cedem. Mas no court não podia existir comportamento mais diferenciado. O suiço é todo ele calma e elegância, a americana é toda ela fulgor e exuberância. E eu gosto do estilo amazona de Serena. Na força que coloca a cada raquetada que esmaga o espirito da mais capaz das adversárias. Quando Serena está em forma e faz por mostrá-lo, é medo aquilo que transparece no rosto de quem está do outro lado da rede. Em Wimbledon, a relva virou selva. E na selva só se safa a mais forte. E a mais forte foi Serena.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 13:00
link do post | comentar
Quarta-feira, 1 de Julho de 2009

A caminho da 15ª

 

Este ano, mais do que a vitória de Roger Federer, aguardo com expectativa a derrota de Andy Murray. É que já não há pachorra para a elevação de Andy Murray à condição de grande estrela do ténis mundial e as comparações mais que forçadas com Federer (by the way, o suiço está na 21ª semi-final consecutiva de um grand slam), é que vamos ser sérios: Murray tem potencial, mas vitórias de grand slam ainda nada.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 21:59
link do post | comentar | ver comentários (10)
Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

The Champion is Out

Nadal fora de Wimbledon. O que significa que Federer, no final do torneio, pode novamente ocupar o posto número um mundial.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 21:01
link do post | comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

Para descomprimir

Leitura recomendada: a abordagem do New York Times e do Telegraph à vitória de Roger Federer. Não por acaso ambos lembraram-se de focar o lado humano do campeão. O New York Times diz mesmo que "a final de Roland Garros foi jogada pelas regras de Federer, sendo a número um: há lugar para o choro no ténis". O suiço é de facto um desportista muito particular.

 

Adenda: Falei eu aqui neste blogue como gostava muito da forma como todos os adversários cumprimentavam Federer no final de cada encontro. Pois bem, os socialistas ontem lembraram-se de inaugurar uma nova regra na política portuguesa: o não telefonar a cumprimentar o adversário vencedor. Muito se fala das campanhas agressivas da política norte-americana, mas se há coisa que por lá ainda têm é um respeito à democracia que leva os candidatos a superarem qualquer divergência pessoal para se colocarem ao nível das suas responsabilidades, McCain e Obama foram bom exemplo disso. Quer na vitória, quer na derrota, importa saber estar. Pelos vistos, o PS com este Sócrates ao leme não sabe estar. Mas, sinceramente, também não posso dizer que seja uma surpresa...

publicado por Jorge A. às 00:56
link do post | comentar
Domingo, 7 de Junho de 2009

14

Finalmente Federer, rei de Paris e do mundo

 

Uma final em que a história resume-se ao homem que a ganhou. Roger Federer ganhou o seu primeiro slam em 2003, na relva de Wimbledon. Passados seis anos, ganha o seu décimo quarto slam, na terra batida de Roland Garros, e faz com isso um slam de carreira (ganhou em todos os quatro slams). Era uma vitória desejada por muito, mas que de ano para ano parecia cada vez mais dificil. Mas Federer torna o que parece impossível, possível. E confirma-se como o jogador com o maior palmarés de sempre.

 

Uma última nota: foram quatro anos de domínio do PS de Nadal, tido como imbatível e grande favorito no inicio. As duas semanas de campanha política torneio trataram de abalar o mito da invencibilidade dos socialistas do espanhol. Ganhou o PSD o Roger Federer. Talvez um indicio para hoje à noite?

publicado por Jorge A. às 16:14
link do post | comentar | ver comentários (2)

Passos de Bailado

No momento em que Federer vence por dois sets a zero contra Soderling, vale a pena lembrar isto:

 

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 15:25
link do post | comentar
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Reflexão para Domingo

 

É desta, Federer? Talvez seja. O suiço acaba de se qualificar para a final onde terá como adversário Robin Soderling, o homem que eliminou Rafael Nadal. Federer não parece estar no seu melhor, mas por outro lado o que terá mudado é a atitude dos seus adversários, que nos dias que correm, quando entram em campo, não dão a derrota por certa tanto quanto davam não há muito tempo atrás. Por outro lado, o suiço continua a ter uma caracteristica que o distingue dos restantes jogadores: a gestão fisica que faz ao longo do encontro. O seu jogo não é excessivamente desgastante e isso explica quer porque ganha a maioria dos jogos que chegam a cinco sets, quer o motivo pelo qual o suiço está na sua 19ª final de um grand slam. Uma nota final para a forma como Federer, encontro após encontro, tem sido cumprimentado pelos seus adversários na rede no final do encontro. Nota-se que há ali um respeito muito grande de todos os jogadores em relação ao suiço. Atreveria-me a dizer que, neste momento, tirando Robin Soderling, todos os tenistas do circuito torcem pela vitória de Roger Federer em Roland Garros. E gosto de ver o sorriso de Matts Wilander pelo apuramento de Federer. Há uns tempos atrás Wilander disse que Federer "não tinhas bolas" para bater Nadal (e não, não é às bolas de ténis que se refere). Percebe-se bem porque disse isso: não foi para diminuir Federer em relação a Nadal, mas foi tão só uma frase de alguém que gosta tanto, mas tanto de um tenista, que queria muito que ele vencesse Nadal. Domingo, que ninguém diga que Federer "não tem bolas" para ganhar Roland Garros e cede à pressão. Que domingo, o FedEx levante finalmente a taça.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 19:38
link do post | comentar | ver comentários (6)
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Duas

Roland Garros: Faltam duas vitórias para Federer fazer o pleno dos Grand Slam

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 18:44
link do post | comentar | ver comentários (8)
Domingo, 31 de Maio de 2009

O resumo de um dia histórico em Roland Garros

Os dois campeões do ano passado foram derrotados. E o mundo parece regressar ao equilíbrio de forças de 2006:

Isto porque Maria Sharapova, inacreditavelmente, ainda não caiu por terra. Uma jogadora que esteve nove meses sem jogar.

E este, só tem razões para sorrir:

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 19:39
link do post | comentar | ver comentários (6)

Bye Bye

 

E se ontem foi Novak Djokovic quem se despediu de Roland Garros, hoje foi a vez de Rafael Nadal. O autor da proeza, Robin Soderling. Os dois têm história, recorde-se (vejam o video, é imperdível). Há dois anos Soderling esteve a um pequeno passo de eliminar Nadal nas meias-finais de Wimbledon, não o conseguiu, mas desta vez em Roland Garros, onde o espanhol venceu nos últimos quatro anos, o sueco esteve imparável. E Nadal fica assim pela quarta ronda do seu torneio favorito. Eu tenho uma tese para o que aconteceu: primeiro, o jogo de Soderling anula boa parte das armas do espanhol; segundo, dado o jogo fisico de Nadal, não me parece que este consiga, ainda, manter-se uma época inteira no seu melhor, dado que gastou mais energias do que é habitual para vencer na Austrália, chegou agora a Paris em má forma, veremos como será para Wimbledon (mas não por acaso, Nadal acaba sempre as épocas em baixo de forma e tem inicios de temporada a meio gás). Mas o mais importante nisto é que Roger Federer fica com o caminho mais facilitado para fazer o slam de carreira, dado que de todos os grand slams só lhe falta este. Uma coisa é certa, nos últimos três anos foi Nadal quem tirou a Federer a hipótese de vencer o título maior da terra batida, este ano assim já não será.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 17:43
link do post | comentar
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Add to Technorati Favorites

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO

 

Twingly BlogRank