6 comentários:
De António de Almeida a 2 de Junho de 2009 às 18:27
Não tarda a culpa irá dar ao George W. Bush. Fanáticos!
De Jorge Assunção a 3 de Junho de 2009 às 12:26
Pois é, já estou a ver a associação:
Bush não combate aquecimento global -> aquecimento global provoca fenómenos imprevistos que fazem cair aviação -> Bush provoca queda de avião
De commonsense a 2 de Junho de 2009 às 22:17
Tanto quanto julgo saber, só os cumulunimbus derrubam aviões. Mas a meteorologia sabe onde andam os cumuluninbus (nas frentes frias) e os aviões têm radares que os vêem. Todos os aviões se desviam dos cumulunimbus, porque não é seguro tentar passar por cima - vão acima dos 10 mil metros e até aos 15 mil - mas são contornáveis. O pior problema é quando há linhas (quase) fechadas de cumulunimbus. Dentro dum cumulunimbus, o avião é elevado até ao topo e depois empurrado para baixo, sendo raro conseguir recuperar da "descida" sem se despenhar. Além disso, há dentro dos cumulunimbus blocos de gelo sólido a voar que chegam a pesar uma tonelada (estão perto de 60 graus negativos), capazes de partir o avião, de lhe destruir o cockpit ou arrancar uma asa.
Continuo a achar estranho o que se passou com este avião. O aparelho é óptimo e a tripulação também. Não acredito que se venha a recuperar a caixa negra e nunca mais ninguém irá seber o que se passou.
De commonsense a 2 de Junho de 2009 às 22:21
Já agora: cumulunimbus e frentes de cumulunimbus são situações meteorológicas normais. Cá em baixo trazem muito vento, no hemisfério norte, de noroeste, e granizo ( blocos de gelo vão derretendo na descida). Quando são muito fortes, chamam-lhes trombas de água. Não têem nada a ver com aquecimentos ou arrefecimentos "globais"
De Jorge Assunção a 3 de Junho de 2009 às 12:28
"Não acredito que se venha a recuperar a caixa negra e nunca mais ninguém irá seber o que se passou."

Obrigado pelo comentário informado, commonsense. Quanto ao que se passou com o avião, por vezes as coisas mais improváveis acontecem. Mas também acredito que, especialmente sem a caixa negra, nem tão cedo saberemos o que sucedeu com o avião.
De commonsense a 3 de Junho de 2009 às 21:16
Obrigado Jorge. Commonsense tem uma curso de meteorologia. Há algunas mesmes um avião da TAO apanhou uma sair de Milão e ficou com uma buraco no nazir do tamanho de uma bola de futebol e conseguiu voltar e aterrar. Teve sorte; se fossse meio metro mais acima tinham morrido todos.

Comentar post