2 comentários:
De Livia Borges a 3 de Junho de 2008 às 09:55
1- O mercado a funcionar é relacionar o preço do petroleo aos americanos que conduzem? Estupido! O mercado a funcionar é incorporar o mesmo grau de aumento do petroleo nos produtos em que o combustivel constitui um custo. Isso não está a acontecer. E porquê? Porque é impossivel que se suportem esse tipo de aumentos nos bens essenciais, por exemplo. Eu queia ver o mesmo grau de aumento no pão, no leite, na carne, no peixe.
2- Quanto ao aquecimento global, podemos ir por aí: se o petroleo ficar a preços proibitivos (o que não se justifica, porque não há assim tanta quebra na produção que justifique esses preços malucos, tudo tem a ver com o dólar e com a especulação dos mercados) ninguém anda de carro, logo polui-se menos, logo diminui-se o aquecimento global: a lógica é um pouco imbecil.
3- Podiamos ir por esse tipo de lógica: se o mercado funcionasse, os preços dos produtos alimentares subiam demasiado, logo havia gente a comer menos, logo havia menos gordos e menos doenças cardiovasculares, logo o SNS poupava dinheiro. Isto faz sentido?
4- Repito: o que me choca é ver que toda a genet se queixa, mas que só alguns reagem e por reagirem são criticados? Eu não acho. Acho que se deve defender o pão de cada um.
5- A tua ingenuidade comove-me, em certas matérias.
De Jorge A. a 3 de Junho de 2008 às 14:16
"O mercado a funcionar é relacionar o preço do petroleo aos americanos que conduzem? Estupido!"

Na minha terra chama-se lei da oferta e da procura.

"O mercado a funcionar é incorporar o mesmo grau de aumento do petroleo nos produtos em que o combustivel constitui um custo."

O preço é formado pela lei da oferta e da procura. A maior parte da subida do preço do petróleo explica-se pela manutenção da oferta, enquanto a procura tem aumentado drasticamente. No mercado do pão, leite, carne e peixe tal não sucede.

"lógica é um pouco imbecil."

Pois é... pois é...

"se o mercado funcionasse, os preços dos produtos alimentares subiam demasiado, logo havia gente a comer menos, logo havia menos gordos e menos doenças cardiovasculares, logo o SNS poupava dinheiro. Isto faz sentido?"

Não é se o mercado funcionasse Livia. A lógica é a inversa: se o preço dos produtos alimentares subir, o consumo diminui - isto, constitui o mercado a funcionar. É por isso que revoltam-se contra a McDonald's que oferece produtos com elevadas calorias a baixos preços e atribuem a culpa da obesidade a tais empresas.

"Acho que se deve defender o pão de cada um."

Eles defendem o seu pão, e eu defendo o meu, que não estou para sustentá-los com os meus impostos. É a lógica dos grupinhos exposta a nú, cada um defende o seu pão usando do poder do estado para isso (quanto mais poder negocial tem o grupinho, mais saca aos que não se podem defender - o estado é o intermediário).

"A tua ingenuidade comove-me, em certas matérias"

Por falar em ignorância, gostava de saber quais as medidas que defendes para fazer face ao aquecimento global, e mais, qual o impacto de tais medidas na carteira do contribuinte/consumidor.

Comentar post