Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Feliz Ano Novo

2009 não se adivinha grande maravilha, mas mesmo no meio do mais tenebroso deserto cabe-nos a nós procurar o nosso cantinho de felicidade, o nosso óasis. Que encontrem o vosso em 2009:

 

 

Feliz Ano Novo a todos os que constituem a minha blogosfera: 

25 Centimetros de Neve, 31 da Armada, 5 Dias, A Arte da Fuga, A Barbearia do Senhor Luís, A Causa foi Modificada, A Cooperativa, A Destreza das Dúvidas, A Origem das Espécies, A Terceira Via, Abrupto, Apatia Geral, Arcadia, Arrastão, Bicho Carpinteiro, Blasfémias, Blogame Mucho, Blogotinha, Blogue dos Marretas, Blue Lounge, Bomba Inteligente, Cachimbo de Magritte, Candilhes, Causa Liberal, Causa Nossa, Commonsense, Contrastes e Bipolaridades, Corta-Fitas, Crónica do Migas, Da Literatura, Decibel.online, Desesperada Esperança, Direito de Opinião, E Deus criou a Mulher, Elasticidade, Eleições Americanas 2008, Em 2711, Era Uma Vez na América, Espumadamente, Estado Civil, Fusco Lusco, Geração de 60, Geração Rasca, Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos, Jonasnuts, Jugular, Kontrastes 3.0, Ladrões de Bicicletas, Lobi do chá, Margens de Erro, Metafisica do Esquecimento, Mitos Climáticos, no sentido..., Notas Soltas e Ideias Tontas, O Andarilho, O Insurgente, O País do Burro, O Valor das Ideias, Office Lounging, Olhar Direito, Palavra Aberta, Palavras Ermas, Palavrossavrvs Rex, Pastoral Portuguesa, Pitanga Madura, Porque Posso, Portugal Contemporâneo, Portugal dos Pequeninos, Refastelada no Sofá, Retalhos da Liliana, Revista Atlântico, Rio sem Regresso, Risco Contínuo, Rua da Judiaria, Sinapses, Small Brother, Speakers Corner Liberal Social, Tomar Partido, Tonibler, TóColante, Vasco Campilho, Vento Sueste, Vox Pop.

 

Que para o ano todos os que constam na lista se mantenham e mais tenha a acrescentar.

publicado por Jorge A. às 21:39
link do post | comentar | ver comentários (19)

Boas Noticias

Carga fiscal aumentou no ano passado para o nível mais elevado em 13 anos

A carga fiscal dos portugueses aumentou em 2007 pelo terceiro ano consecutivo, encontrando-se em máximos de pelo menos 13 anos, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) hoje divulgados. Os dados do Anuário Estatístico de 2007 mostram que no ano passado a carga fiscal (valor dos impostos e contribuições sociais sobre a riqueza produzida) estava nos 37,5 por cento, mais 0,7 pontos percentuais do que em 2006.

Ainda bem que este ano que passa pode ficar na história como aquele que representou uma mudança de paradigma na organização da sociedade. Após anos de aumento (!) da carga fiscal dos portugueses provocado por um modelo neoliberal selvagem de fé no estado minimo (deixa-me rir), a coisa para o ano só tem tendência para melhorar. No novo modelo, a que eu chamaria "o dinheiro cai do céu", para o ano quem trabalha pode estar mais descansado que ninguém lhe deve ir ao bolso (suspiro). Aliás, com o modelo "o dinheiro cai do céu", uma nova politica pode ser instituida, a do "o governo salva todos". Os criticos, esses malvados, dizem que também poderemos assistir a um processo denominado "quem salva o governo" ou, ainda mais pertinente, "quem salva as pessoas do governo". Mas esperemos pelo melhor, afinal de contas 2009 é ano de eleições e sabemos como nestes períodos a racionalidade das decisões tomadas tende a ser exponencialmente mais elevada face a restantes períodos.

publicado por Jorge A. às 20:59
link do post | comentar
Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

In Bruges

 

Maybe that's what 'ell is, an entire eternity spent in fucking Bruges.

 

 

One gay beer for my gay friend, one normal beer for me because I am normal.

 

 

I don't hit women. I would never hit a woman, Chloe. I'd hit a woman who was trying to hit me with a bottle. That's different. That's self-defense, isn't it? Or a woman who could do karate. I would never hit a woman generally, Chloe.

 

 

An Uzi? I'm not from South Central Los Angeles. I didn't come here to shoot twenty black ten year olds in a drive-by. I want a normal gun for a normal person.

 

 

I didn't know she had a boyfriend, alright? And I haven't fucked her anyway! Ask her! I only put me hand on it!

 

Um dos melhores do ano: In Bruges.

Secções:
publicado por Jorge A. às 21:23
link do post | comentar | ver comentários (9)

Ice Age

Secções:
publicado por Jorge A. às 21:00
link do post | comentar

Sailor Moon?

Ban Ki-moon considera "inaceitável" violência em Gaza

 

Confesso que não vejo mangas japonesas/coreanas faz algum tempo para conhecer todos os personagens actuais. Entretanto, alguém sabe-me dizer se as forças da ONU no Libano já trataram de cumprir o seu objectivo de desarmar o Hezbollah? É que isto de mandar bocas é engraçado...

publicado por Jorge A. às 19:10
link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 28 de Dezembro de 2008

Eco-Alarmismo

21 de Maio 2008: Climate change threat to alpine ski resorts

 

19 de Dezembro 2008: The Alps have best snow conditions "in a generation"

 

Ler: 2008 was the year man-made global warming was disproved

publicado por Jorge A. às 22:42
link do post | comentar | ver comentários (5)

Yes Bank

"If you were alive, they would give you a loan. Actually, I think if you were dead, they would still give you a loan."

Assim diz Steven Knobel, cliente do Washington Mutual, um dos bancos norte-americanos que não escapou à recente crise. Porque será?

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (2)
Sábado, 27 de Dezembro de 2008

One Two Three Four...

 

...tell me that you love me more.

Secções:
publicado por Jorge A. às 14:50
link do post | comentar | ver comentários (5)

Guerra e Paz

Gaza: pelo menos 155 mortos em ataque israelita contra posições do Hamas

 

A guerra favorita dos jornalistas está aí de novo. Voltará a lengalenga da imoralidade israelita que mata "civis", da injustiça da força bruta israelita frente à fraqueza palestiniana (com a tradicional referência ao David e Golias, colocando invariavelmente os israelitas no papel que não é o seu, de Golias), e reforçando o papel de vitimização do coitado do povo palestiniano. Parte da civilização ocidental colocará-se em peso contra os ataques israelitas, pudera, não somos nós os ameaçados por um grupinho de fanáticos religiosos terroristas que procuram influenciar o nosso dia-a-dia (esta história, por exemplo, passa-nos ao lado). Escuso de mencionar de que lado estou, do lado dos civilizados e os civilizados aqui não atacam, defendem-se.

Secções:
publicado por Jorge A. às 14:26
link do post | comentar
Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

Estranho Mundo o Nosso...

No Afeganistão, onde a situação militar neste momento parece mais complicada que no Iraque, os americanos procuram novos caminhos para combater os Talibans: Little Blue Pills Among the Ways CIA Wins Friends in Afghanistan

publicado por Jorge A. às 23:14
link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 25 de Dezembro de 2008

No Conforto do Lar II

Beethoven - Moonlight Sonata

Secções:
publicado por Jorge A. às 19:19
link do post | comentar | ver comentários (3)

No Conforto do Lar

Sakamoto Ryuichi - Merry Christmas Mr. Lawrence

Secções:
publicado por Jorge A. às 19:05
link do post | comentar
Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008

Fascinio

FC. Porto campeão de Inverno

 

Foi assim o ano passado e tem sido assim todos os anos, chegada a esta altura do ano os jornais referem-se ao "campeão" de inverno. Mas parece que só este ano alguns descobriram o absurdo da coisa.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 17:39
link do post | comentar | ver comentários (2)

Feliz Natal...

...e juro, mas juro mesmo, que para acompanhar este post não encontrei video mais natalicio do que este:

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 17:13
link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

Bailout Nation

Aerosoles em risco de ruptura financeira

A Aerosoles, o maior grupo de calçado português, não pagou o subsídio de Natal e, neste momento, tenta garantir o pagamento dos salários deste mês aos 1360 funcionários, 661 dos quais portugueses.

Depois da banca, da indústria automóvel, das minas de Aljustrel, da empresa alemã Qimonda e de sabe-se lá mais o quê, o que mais apoiar? O problema da situação é tanto a sua insustentabilidade como a discricionariedade com que o governo decide quais as empresas que sobrevivem e as que vão à falência. Tempos sombrios os que se vivem e o facto de 2009 ser ano eleitoral em Portugal não nos ajuda em nada. A argumentação utilizada para defender as opções que tem sido feitas em Portugal de resposta à crise são por sí só assustadoras, já passamos do período em que a defesa das medidas era feita com base no "não é solução não fazer nada" para a "não há nenhum outro país que não esteja a fazer o mesmo", escuso de explicar a invalidade argumentativa de qualquer uma das duas preposições, mas confesso-me verdadeiramente chocado quando o debate em Portugal sobre a situação a pouco mais resume-se do que a frases do género.

publicado por Jorge A. às 11:50
link do post | comentar | ver comentários (6)
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

NYC

O New York Times, em relação à onda de frio que abala os Estados Unidos, chama-lhe de "Memorable Cold on the First Day of Winter", mais uma "prova" que o aquecimento global está aí para durar, da minha parte, só tenho pena do timing ter sido terrível, escusava de ter presenciado a coisa in loco.

publicado por Jorge A. às 19:06
link do post | comentar | ver comentários (6)
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

O Melhor e o Pior (IV)

Se tivesse de atribuir um prémio ao melhor blogue nacional do ano escolhia o Portugal Contemporâneo, o motivo da escolha é simples, foi a coisa mais refrescante no plano do debate de ideias que tive oportunidade de ler este ano. Já o melhor bloguer isso de há anos que não é sequer motivo de discussão, João Miranda (quer pelo seriedade, paciência e sobretudo, capacidade de pensamento outside the box que demonstra).

 

O pior na blogosfera? Bem, se há coisa má na blogosfera é a ausência daqueles que entretanto retiraram-se da mesma - como pretendo não esquecer ninguém, escuso de mencionar. Mas há sempre algo que se perde com a saida de alguém.

 

No campo da blogosfera internacional o melhor blogue do ano foi o Marginal Revolutions, onde a discussão económica é o prato do dia, sem que o blogue caia no cinzentismo que muitos blogues económicos apresentam. Já o melhor bloguer internacional do ano foi o Andrew Sullivan que, para mim, em quase tudo representa a essência do que é escrever na blogosfera - muitas vezes cometeu excessos, erros e injustiças nas coisas que foi escrevendo, foi mais emoção do que razão, mas ler o seu Daily Dish vale muitas vezes só por isso.

publicado por Jorge A. às 12:00
link do post | comentar
Sábado, 20 de Dezembro de 2008

O Melhor e o Pior (III)

Entre os acontecimentos internacionais do ano que destacam-se pela positiva estão as eleições presidenciais norte-americanas com a vitória de Barack Obama (embora existam aspectos negativos nesta eleição, mas uma avaliação mais concreta sobre tal fica agora ao cargo do futuro), mas nem é tanto a vitória deste ou daquele candidato que destaco, mas sim a vitalidade democrática dos Estados Unidos que é, no minimo, de louvar.Os jogos Olimpicos de Pequim que, independentemente de outros factores, terão de ser considerados um sucesso ao nível organizativo e especialmente no plano desportivo, com destaque para os atletas Michael Phelps, Usain Bolt e Yelena Isinbayeva. E, por fim, a libertação de Ingrid Betancourt, quanto mais não seja pela vitória que tal representa sobre aqueles que mais não querem do que aterrorizar os outros.

 

Nos acontecimentos internacionais negativos do ano destaco os atentados em Mumbai, que nos vieram recordar que o terrorismo está bem vivo e a luta contra o mesmo deve continuar. A guerra na Ossétia que, independentemente da culpa, representou um sinalizar russo das suas ambições reforçadas a um papel relevante no palco internacional. O tratado de Lisboa e a forma como o processo foi conduzido pela maioria dos países europeus, em claro contraste com a vitalidade da democracia americana, pois por cá parece que há quem pense que há democracia a mais. Um sem número de situações em África (Darfur, Congo, Quénia, Somália, Zimbabwe) que vão sendo história ano após ano, mas convém não esquecer sob pena de relegar um continente ao esquecimento. E, claro está, a crise financeira mundial, quer pelo que isso representa de mau para o dia-a-dia de muito boa gente, quer por aquilo que parece que devemos esperar das reacções do governo a esta.

publicado por Jorge A. às 12:00
link do post | comentar
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

O Melhor e o Pior (II)

A melhor figura na politica nacional? Pedro Passos Coelho. O que não deixa de ser uma escolha deprimente, visto que a actividade politica do homem é relativamente reduzida. Mas foi a única coisa fresca que apareceu este ano, com um discurso novo e, estou convicto, mais cedo ou mais tarde chegará à liderança do PSD.

 

A pior figura na politica nacional? Tenho de ir pelo ministro da economia Manuel Pinho. E não percebo nem como, nem porquê, que (ainda) está no governo - desde o decretar do fim da crise para pouco depois dizer que vinham aí tempos dificeis, até aos encontros com Phelps e Schumacher, passando pela sua relação com o presidente da autoridade da concorrência, o trabalho feito é muito pouco e a inabilidade politica é mais que muita.

 

A figura ausente da politica nacional? Manuela Ferreira Leite. Pura e simplesmente o maior partido da oposição nacional esteve em grande parte do ano ausente.

 

A figura demasiado presente da politica nacional? José Sócrates. Raros foram os jornais televisivos do país que não tinham uma reportagem com inaugurações, comunicações, deslocações, apresentações, e sei lá mais o quê do nosso primeiro. Pior que isso, o nosso primeiro também está cada vez mais presente no bolso dos portugueses - e não é pelos melhores motivos.

publicado por Jorge A. às 12:00
link do post | comentar
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

O Melhor e o Pior (I)

Os melhores filmes do ano? Fácil. The Dark Knight, Wall-E, Man on Wire, Forgetting Sarah Marshall. Nenhum deles passa na convenção tradicional do cinema com direito a óscar de melhor filme. O primeiro é de acção, baseado num comic-book e tem demasiados efeitos especiais; o segundo é de animação; o terceiro é um documentário; e o quarto é comédia.

 

Os piores do ano? De memória. Cloverfield, Doomsday, Max Payne, The Day the Earth Stood Still. É possível tratar pior a ficção cientifica? É que para encontrar um filme totalmente dedicado ao género que cumpra plenamente o objectivo é preciso recuar até 2005 com Serenity.

 

Disclaimer: obviamente, só inclui filmes que visionei.

publicado por Jorge A. às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (6)
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Ausência

Durante os próximos dias não estranhem a minha ausência do blogue, lá para segunda-feira devo regressar ao ritmo normal. Entretanto e só para isto não ficar demasiado parado, deixei quatro posts programados (um por dia) a começar quinta-feira e a acabar domingo para serem publicados. Até lá, um muito obrigado aos que por cá passam.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 22:56
link do post | comentar | ver comentários (5)

"That’s what people do in a free society."

Foi assim que George Bush reagiu ao atirar do sapato de Muntader al-Zaidi. Por outro lado, segundo consta, o lançador de sapatos tornou-se um herói para alguma gente do mundo árabe e, também de forma manifesta com uma breve pesquisa pela imprensa e comentários na internet, para muitos no ocidente. O ódio por George W. Bush a muitos cega. Sim, o episódio é divertido, eu próprio fiz imediata referência ao mesmo, mas a reacção ao incidente não se fica pelo humor, há quem se reveja naquele gesto e só tenha pena que George Bush não tenha efectivamente levado com o sapato. Bush, aliás, é pau para toda a obra: desde o relógio roubado na Albânia que nunca foi até à falta do apertos de mão na recente cimeira do G-20 que também nunca aconteceu. Por outro lado, noticia o New York Times, o mais recente herói tinha ligações ao partido de Saddam Hussein, tendo pertencido ao sindicado estudantil durante o mandato deste e um dos seus editores diz que é pessoa ambiciosa, "sonhava tornar-se um dia presidente do Iraque". George Bush fez muita coisa errada, de onde o Iraque pode ser o maior exemplo, mas mesmo aí nem tudo foi mau. O actual primeiro ministro iraquiano Nuri al-Maliki é uma gigantesca melhoria face ao seu antecessor. Convinha que as pessoas percebessem que no gesto e na figura de al-Zaidi, o lançador de sapatos, bem como nas manifestações de alguns árabes, não há alí nada de bom para festejar - o homem que sonha ser presidente do Iraque tem afinal como modelo o anterior ditador.

publicado por Jorge A. às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (5)
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Add to Technorati Favorites

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO

 

Twingly BlogRank