Domingo, 30 de Março de 2008

Rome

 

Porque me emprestaram ando a visionar a série Roma. Vou para o 5ª episódio da primeira temporada pelo que deixarei as considerações sobre a qualidade da mesma para mais tarde. Não queria deixar contudo de notar que o professor Marcelo daria um óptimo figurante para o período podre do final da república romana.

publicado por Jorge A. às 22:05
link do post | comentar | ver comentários (10)

O Professor Martelo

Marcelo Rebelo de Sousa falou nas primárias norte-americanas, hoje, na RTP 1. Verberou a campanha de Obama por causa do episódio do seu ‘conselheiro espiritual’. Ainda foi capaz de dizer que o discurso-resposta de Obama sobre o racismo foi “bom” embora se tenha colocado “só de um lado”. E elogiou Hillary Clinton e a sua táctica quanto a este caso. Tudo bem, é uma questão de interpretação. O que é uma coisa muito diferente do silêncio ensurdecedor acerca da mentira de Hillary sobre a sua visita à Bósnia que foi revelada esta semana. Ou seja, Marcelo Rebelo de Sousa elogia rasgadamente Hillary, a sua campanha e a sua táctica eleitoral, baseando-se num caso da semana passada - isto na mesma semana em que esta foi exposta publicamente como mentirosa. Sempre a mesma receita seja a falar da América, de Portugal ou da Conchichina…
publicado por Jorge A. às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (1)

A fugir...

Jumper, muito melhor do que estava à espera. The Last Kiss, chato, chato, chato, muito chato.

Secções:
publicado por Jorge A. às 16:23
link do post | comentar | ver comentários (2)

Raças Perigosas

 

 

Dois adolescentes atropelados esta madrugada em Gondomar

De acordo com a RTP-N, a GNR sabe que o veículo que atropelou os adolescentes foi um Volkswagen, mas até ao momento não há indicações sobre o condutor.

Espero que descubram rapidamente o que move estas máquinas assassinas. Dizem-me que os governos tem feito esforços terriveis no sentido de diminuir os ataques destes animais metálicos, mas os esforços tem sido em vão e os acidentes repetem-se. Os seus donos são incapazes de cumprir as normas impostas pelos bem intencionados governos. Proponho desde já a proibição de importar, reproduzir e criar as raças mais perigosas destes mal intencionados animais metálicos - a começar pela dita Volkswagen.

Secções:
publicado por Jorge A. às 15:25
link do post | comentar

Proibir o Telemóvel

Segundo esta noticia o telemóvel pode ser mais perigoso (no sentido de vir a provocar mais mortes) do que o tabaco ou a exposição ao amianto. Só resta esperar pela próxima directiva dos vários governos centrais preocupados com o bem estar das suas populações no sentido de proibir a utilização dos mesmos.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 00:57
link do post | comentar | ver comentários (1)

Rottweiller

A origem da raça remonta aos tempos das legiões romanas o que faz da mesma uma das mais antigas do mundo. No inicio do século XX a sua existência esteve ameaçada, mas com o rebentar da 1ª guerra mundial e a maior necessidade de cães policia, os rottweiller voltaram a estar na moda.

 

O nosso governo passadas centenas de anos descobriu a pólvora: a raça é perigosa. Proibe-se a sua importação, reprodução e criação e espera-se que os rottweiller desapareçam de vez do território nacional.

 

Sorte a nossa em termos um governo tão moderno e preocupado.

Secções: ,
publicado por Jorge A. às 00:56
link do post | comentar | ver comentários (5)
Sábado, 29 de Março de 2008

Tão perigosos que eles são*

The Bene Gesserit Litany against Fear**

I must not fear.
Fear is the mind-killer.
Fear is the little-death that brings total obliteration.
I will face my fear.
I will permit it to pass over me and through me.
And when it has gone past I will turn the inner eye to see its path.
Where the fear has gone there will be nothing.
Only I will remain.

 

 

Um ataque aqui, outro acolá, e logo a espécie pode ser designada por raça perigosa. Mais, de tão perigosa que é, a sociedade aceita de bom tom que o poder central emita directivas cujo objectivo é acabar com a presença da espécie no território nacional. Os apaixonados por este tipo de animais é que não devem achar muita graça, e com razão. Eu, por mim confesso, não me sinto muito seguro ao pé de alguns destes bichos - tenho como pesadelo de infância um pastor alemão que me destruia as bolas de ténis no jardim público cá da rua, mas se for para acabar com raças perigosas, olhem, não sei, há por aí uma outra raça que costuma causar muitos mais danos do que os pobres dos animais.

 

*post inspirado nesta rábula do grande Herman

**retirado do livro de ficção cientifica: Dune

Secções: , ,
publicado por Jorge A. às 22:19
link do post | comentar

The 50 Greatest TV Shows...

A Empire levou a cabo uma votação online para apurar as 50 maiores séries televisivas de sempre, adivinhem os primeiros classificados:                                                                                              
Secções:
publicado por Jorge A. às 17:19
link do post | comentar | ver comentários (8)

There are heroes. There are superheroes. And then there's...

 

Acho que me vou divertir com isto... Hancock.

Secções:
publicado por Jorge A. às 17:15
link do post | comentar

Portishead

Da minha parte, tenho pena de não ter lá estado. Ficam os relatos dos que lá estiveram:

 

Portishead no Coliseu de Lisboa,

Foi uma noite boa, sem duvida. Mas longe de ser épica ou sequer inesquecível. O que "Third" perde em bucolismo e introspecção para os anteriores trabalhos, ganha em vitalidade e grandiosidade sinfónica.[...] Saúda-se ainda o excelente regresso de Beth Gibbons, com uma voz mais limpa e plena de vitalidade. Aquela voz, aquela mascara de suave sofrimento estranhamente delicioso, são a alma da banda.  

Visão sónica de beleza,

Sim, eles são três, sim, foi Geoff Barrow que criou o som Portishead mas Gibbons é o mistério que todos esperam desvendar, o eterno misto de fragilidade e violência de emoções que se liberta nas letras das músicas. A única diferença foi ela desta vez não ser acompanhada pelo tabaco, a certa altura pensei mesmo que se ela puxasse de um cigarro o Coliseu entraria em loucura.

 

As canções desenrolaram-se como todo e qualquer presente ali alguma vez tinha sonhado um concerto dos Portishead ser até que chegou o momento da sublime elevação, "Wandering Star", onde despida de quase todos os ornamentos musicais, a voz de Gibbons assumiu-se de uma desolação dilacerante. O final foi algo de arrepiante, chorei. Foi como que uma visão sónica de beleza se apoderasse de mim e me enchesse por dentro de tal forma que o único meio que o meu corpo encontrou de se libertar da sensação foi através de lágrimas.

Secções:
publicado por Jorge A. às 15:27
link do post | comentar

Soluções óptimas

Cavaco Silva diz que declaração de independência do Kosovo é "muito anormal"
O Presidente da República, Cavaco Silva, considerou que a declaração unilateral de independência do Kosovo "é algo muito anormal" e defende que Portugal tem de ser "cuidadoso" na decisão de reconhecimento ou não deste país. [...] "Perante uma situação anormal e sem esquecer que temos 300 homens, 300 portugueses, 300 soldados no Kosovo, nós devemos ser cuidadosos, principalmente quando se reconhece que não existem soluções óptimas", acrescentou. Segundo o Presidente da República, "quando não existem soluções óptimas é preciso pensar muito bem e ter cuidado para descobrir a menos má".
Para já, depreende-se que a posição óptima é não tomar posição... típico.
publicado por Jorge A. às 14:31
link do post | comentar

Ler a Economist III

 

Gráfico daqui: Anglo-Saxon attitudes

 

Deixo à vossa imaginação como seria a mesma comparação envolvendo os partidos politicos portugueses. Facilmente se compreende porquê que a direita europeia (onde eu me incluo) gosta tanto dos Estados Unidos e como boa parte da esquerda europeia faz dos Estados Unidos o seu ódiozinho de estimação.
publicado por Jorge A. às 01:19
link do post | comentar

Ler a Economist II

The joys of parenthood

In 2004 Americans who called themselves “conservative” or “very conservative” were nearly twice as likely to tell pollsters they were “very happy” as those who considered themselves “liberal” or “very liberal” (44% versus 25%). One might think this was because liberals were made wretched by George Bush. But the data show that American conservatives have been consistently happier than liberals for at least 35 years.

 

This is not because they are richer; they are not. Mr Brooks thinks three factors are important. Conservatives are twice as likely as liberals to be married and twice as likely to attend church every week. Married, religious people are more likely than secular singles to be happy. They are also more likely to have children, which makes Mr Brooks confident that the next generation will be at least as happy as the current one.

 

Why should this be so? Mr Brooks proposes that whatever their respective merits, the conservative world view is more conducive to happiness than the liberal one (in the American sense of both words). American conservatives tend to believe that if you work hard and play by the rules, you can succeed. This makes them more optimistic than liberals, more likely to feel in control of their lives and therefore happier. American liberals, at their most pessimistic, stress the injustice of the economic system, the crushing impersonal forces that keep the little guy down and what David Mamet, a playwright, recently summed up as the belief that “everything is always wrong”.

publicado por Jorge A. às 01:12
link do post | comentar

Ler a Economist

All change?
It is peculiar how often foreigners are surprised to learn that American presidents serve American interests, not those of the world at large. [...] That is why Mr Bush's promise of a “humble” foreign policy could not survive the extraordinary attack that fell on America on September 11th and sucked him into Afghanistan and Iraq. By the second term a chastened administration was once again seeing the value of working with allies when that is possible. But when it is not possible, America relies on itself. The instinct of the next president will be no different.
publicado por Jorge A. às 01:08
link do post | comentar

The Blitz

But the people of Berlin and Hamburg, Stalingrad, and Tokyo—none citizens of a “participatory democracy”—all remained united and resolved and never gave in to “terror,” even as they withstood bombing on a vastly more terrible scale. If trite conclusions must be drawn, they might be about the relative unimportance of ideology— no matter how uplifting—in the face of extreme duress.
Secções: ,
publicado por Jorge A. às 00:28
link do post | comentar
Quarta-feira, 26 de Março de 2008

Portugal aos Olhos da AlJazeera

Cheguei ao video através do blogue da revista Atlântico e o mesmo é merecedor de algumas considerações que como devem imaginar não seriam elogiosas. Mas basta a frase inicial, "Portugal é um dos países mais pobres da Europa", para marcar o meu ponto. Ora, assim de repente, e só de memória, vieram-me à cabeça a Moldávia, Roménia, Geórgia, Arménia, Ucrânia, Albânia, Bósnia, Macedónia, Azerbeijão, Bielorússia, Bulgária, Sérvia, Turquia, Rússia, Lituânia, Polónia, Croácia, Letónia, Eslováquia, Hungria, Estónia, Malta e República Checa. Todos os países referidos são europeus, ou tem parte do seu território na Europa, e nenhum deles apresenta um PIB per capita superior ao nosso. Quanto à figura que dá origem à reportagem, o anti-corruption campaigner... é ver o video para crer.

publicado por Jorge A. às 23:36
link do post | comentar | ver comentários (2)

Próximo Passo

Está chegada a altura do ano de começar a planear as férias.

Secções:
publicado por Jorge A. às 01:16
link do post | comentar | ver comentários (2)

Tem semanas...

...em que um gajo devia comprar um bilhete de avião para o outro lado do mundo, desligar o telemóvel, e trocar de identidade... em que um gajo devia desaparecer... em que, no minimo, um gajo devia ficar trancado em casa até a agitação passar.

 

Esta semana está a ser uma delas e ainda só vão dois dias...

Secções:
publicado por Jorge A. às 01:06
link do post | comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 25 de Março de 2008

Boicote

João Miranda no Blasfémias:
Acho estranho que se fale em boicotes impostos pelas autoridades nacionais aos Jogos Olímpicos. Esses boicotes seriam uma violação da liberdade individual dos atletas. Seria um péssimo sinal para as liberdades individuais e para a independência dos comités olímpicos se os estados europeus estivessem em condições de impor um boicote. Isso implicaria, por exemplo, a proibição de viajar para o estrangeiro ou a punição pela participação em eventos no estrangeiro. Não duvido que países como Cuba ou a Coreia do Norte estejam em condições de impor boicotes, mas a maior parte dos países europeus não está.
Naide Gomes, no Público:
Como atleta, não me passa pela cabeça não ir a Pequim. Eu quero estar lá, é um objectivo com vários anos, não me imagino fora destes Jogos por causa de um boicote internacional. Mas é óbvio que o problema do Tibete me preocupa. Aliás, todas as questões relacionadas com direitos humanos, genocídios culturais dos povos, injustiças em geral, tocam-me muito. Espero que o diálogo e o bom-senso prevaleçam. É só isso que posso esperar, para bem dos tibetanos e dos atletas que se esforçam por um sonho olímpico.
publicado por Jorge A. às 22:56
link do post | comentar
Sábado, 22 de Março de 2008

"Tão Importante como uma Liga dos Campeões"

Image Hosted by ImageShack.us
Secções: ,
publicado por Jorge A. às 23:04
link do post | comentar

Made in China

Os jogos olimpicos deste ano vão decorrer na China. Os tibetanos aproveitaram para fazer umas manifestações que, ao bom rigor comunista, foram rapidamente postas em ordem pelo governo repressivo chinês. A opção de um boicote aos jogos saltou cá para fora.

 

Assim sendo, proponho que comecemos por boicotar os produtos chineses, estão a ver, aqueles variados produtos que todos nós temos por casa com a marca "made in china" e que nos custaram tuta e meia, mas os quais tem a sua utilidade.

 

E qual seria o efectivo resultado de um boicote aos jogos olimpicos de Pequim? Sinceramente, na minha opinião, nenhum - a não ser garantir uma maior hostilização do regime chinês que responderia na mesma moeda.

 

Quanto muito deixem à vontade de cada atleta ir competir ou não nos jogos. Se foi o comité olimpico internacional que por bem achou que a China devia ser a organizadora do evento, não faz sentido que os comités nacionais de cada país, ofendidos com a reacção chinesa aos protestos tibetanos (como se fosse uma reacção inesperada e como se o Tibete já não estivesse sob administração chinesa desde 1951), decidam agora bloquear o sonho dos seus atletas.

 

Demonstro particular indiferença pelo problema tibetano? Nem por isso, sou claramente a favor da causa tibetana (e não a descobri propriamente agora), mas não gostaria de ver os dois assuntos misturados - pode ser um chavão utilizado vezes e vezes sem conta, mas misturar desporto e politica nunca foi grande coisa.

 

E depois de Barcelona 1992 e Sidney 2000 (as duas melhores organizações que os jogos alguma vez conheceram), espero sinceramente que Pequim 2008 esteja à altura das expectativas...

publicado por Jorge A. às 13:10
link do post | comentar
Sexta-feira, 21 de Março de 2008

New Soul

Secções:
publicado por Jorge A. às 11:24
link do post | comentar
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Mais sobre mim

Contacto

jorgeassuncao@europe.com

Subscrever feeds

Pesquisar neste blog

Links

Add to Technorati Favorites

Arquivos

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Secções

desporto(383)

politica nacional(373)

cinema(291)

economia(191)

música(136)

ténis(132)

humor(131)

futebol(130)

eleições eua(118)

estados unidos(115)

portugal(115)

blogs(109)

miúdas giras(93)

jornalismo(88)

politica internacional(87)

governo(79)

televisão(74)

blogosfera(69)

oscares(68)

pessoal(55)

todas as tags

blogs SAPO

 

Twingly BlogRank